Arquivos de sites

Notícias do Dia 14/05/2013

* Sampaio da Nóvoa critica “bebedeira de Europa” que o país viveu
([…] a “submissão à dependência de um mundo desigualmente globalizado, de uma Europa desequilibrada, num jogo de poderes em que os ricos ficam cada vez mais ricos e os pobres cada vez mais pobres”. […] “Tempo de mudar de vida e olhar para o nosso território e investir, como dizia Pascoaes, neste bocado de terra em que nascemos, porque um povo que nada cria, um povo que nada produz, se ainda lhe resta alguma independência, cedo ou tarde a perderá”.)
* Lípidos que falam
(O que interessa estatisticamente não haver “Estado a mais” comparando a nossa posição no contexto da OCDE? O que interessa ser a redução progressiva de funcionários públicos uma realidade confirmada já da última década? O que interessa a experiência diária de muitos dos serviços públicos, com falta de pessoas qualificadas e sem capacidade legal ou qualquer atractivo de oferta para poder recrutar os melhores? […] O governo teve uma oportunidade única para mudar a cultura e a prática clientelar da nossa economia e do nosso sistema político face ao Estado, essa sim, a grande fonte de despesa pública repleta de redundâncias e de desperdícios. Não o fez. Agora restam as pessoas, a começar pelos mais pobres. Reforma do Estado? Não: apenas pressa, uma ideologia de base punitiva sobre os trabalhadores públicos e o reconhecimento de um fracasso político.)
* E não se discutem os salários do PSI-20?
(Ironia final: os contribuintes emprestaram ao Banif, para o salvar da falência, 700 milhões de euros, à beira do dobro do valor da taxa que Passos Coelho quer cobrar aos reformados.)
* A minha OCDE é melhor que a tua
* APHORT: “Relatório da OCDE é meramente académico”
* Ministra diz que estudo da OCDE está desatualizado
* Despejados
([…] enquanto as famílias veem perigar o seu direito a ter uma habitação condigna, há dois milhões de casas vazias. Um absurdo! […] A maioria da habitação adquirida em propriedade horizontal depreciou, em média, quarenta por cento. […] a maioria dos milhões de casas vazias pertence a especuladores que não as querem colocar no mercado. Nem precisam, pois têm este património titulado em fundos de investimento imobiliário fechados e estão isentos de impostos, nomeadamente IMI e IMT. Se tivessem de pagar impostos como todos os portugueses, só lhes restaria colocar as casas no mercado e dessa forma os preços desceriam. Mas como não há coragem para impor um princípio básico, o de que os detentores de património têm de lhe dar uso sob pena de o perderem, “use it or lose it” – o mercado de arrendamento continuará a definhar e o drama dos despejos irá agravar-se.)
* Cáritas ajuda cada vez mais estudantes a pagar propinas
* Mais de um quarto dos portugueses sem meios para manter a casa aquecida Pobreza energética…
* Uma semana negra
(O primeiro-ministro fala, mas decide o que lhe diz Gaspar, sem consultar ninguém e muito menos dialogar com os partidos da oposição e o seu próprio partido. Procede como um déspota, sem prestar contas a ninguém.)
* “Portugal transformou-se no refúgio dos capitais ilícitos angolanos”
* Táxi!
* Desempregados sem rendimentos não querem pagar impostos
(Os queixosos consideram existir “uma inegável hierarquia de valores” que determina que “garantir a sobrevivência dos filhos, dos pais e de si próprio” esteja “sempre acima das obrigações fiscais” e assinalam que Portugal tem “500 mil desempregados sem forma de subsistência que, por isso mesmo, não têm forma de cumprir nem as suas obrigações familiares, nem as suas obrigações de contribuintes”. […] A situação atual viola o artigo 104.º da Constituição, que estipula que os impostos visam a diminuição das desigualdades sociais […])

* Europeans must face up to prospect of massive debt restructuring
* Europeus estão perdendo a fé na União Europeia
* Reino Unido vai votar em referendo sobre permanência na União Europeia
* France in ‘Free Fall’ as Fund Managers Short Bonds
* Nationalist Party Is Kingmaker in Bulgaria
* Italy’s public debt reaches new high of 2.0347 trillion
* Italy’s industrial production down 5.2%, says Eurostat
* 40% of Italians cut food spending, research says
* Italy’s housing market slumps to lowest level since 1985
* UK wants student loan money back Chipre
* Desemprego prejudica «consideravelmente» a saúde
(«o desemprego em massa (…) é o principal problema de saúde pública»)

* Divisions Emerge Over Banking Union
* Bank Bailout Blues Stall U.K. Recovery
* Lucro do Banco de Portugal dispara para quase 450 milhões Noutro planeta…
* Ana Tavares: Crédito malparado é “o principal negócio em Portugal”

* Why China doesn’t need the world
* Detroit insolvent, EM Kevyn Orr says
* The UK is up to its neck in debt, but here’s the thing: we just don’t care
* Mexico Industry Output Falls Three Times More Than Forecast
* UK plunges down economic wellbeing league, while US remains top
* Gerentes já ganham quase o dobro no Brasil que na Inglaterra ou França
* Deported Mexicans forced to live in tunnels
* Indígenas da Nicarágua em luta de morte por sua última floresta
(“Disparam contra tudo, queimam tudo, envenenam a água dos rios e cortam as árvores gigantes que por anos nos deram sombra e proteção, e depois prosseguem, nada os detém”, afirmou Genaro. “Já não se vê antas, os pumas e jaguatiricas fugiram da área e já não se ouve o canto dos milhares de pássaros que nos anunciavam a chuva. Nem os peixes grandes a gente vê nos rios. Tudo está desaparecendo” […] as autoridades nacionais deveriam acelerar as medidas de proteção, “antes que a reserva perca o status (de patrimônio da humanidade) e o mundo perca a reserva”.)

* Bancos lucram com a fome do mundo
(“Os preços do trigo, do milho e do arroz têm subido significativamente, mas isso nada tem a ver com os níveis de estoque ou das colheitas, mas, sim, com os traders, que controlam as informações e especulam no mercado” – conforme Olivier de Schutter, relator das Nações Unidas sobre o Direito à Alimentação. […] Os neoliberais sempre usam o argumento canalha de que o único caminho rumo ao enriquecimento geral e à igualdade é a do mercado sem nenhum controle do Estado, dentro da fórmula de Mme. Thatcher: o pobre que quiser viver melhor, que se vire. […] Enquanto a Alemanha obriga os países europeus a cortar até o osso seus orçamentos sociais – deixando como saldo o aumento espantoso do número de suicídios ou das pessoas mortas por falta da assistência médica do Estado e, a cada dia mais trabalhadores obrigados a buscar, na lata de lixo, o que comer – os bancos continuam acumulando, e de forma criminosa, dinheiro e poder como nunca. […] Enquanto menos de um por cento dos seres humanos controlarem, mediante sua riqueza, toda a população do mundo, a igualdade irá sendo empurrada cada vez mais para o futuro, e serão considerados nutridos os que ganharem cinco reais ao dia.)
* Pento to Moneynews: Governments May Fall in Coming Bond Market Collapse
(O mercado bolsista está a caminhar para um imenso crash, e esse colapso poderá fazer cair os governos dos Estados Unidos, da Europa e do Japão […])
* A Warning About Canada’s Banks
* Cyprus Crisis Sparks Lebanese Bank Anxiety Hmmm…
* Antigo gestor do BlackRock terá sido preso por usar informação privilegiada Mais uma…
* Tax havens are entrenching poverty in developing countries
* 11 things you won’t believe are in Federal Budget 2013
* Comandante-geral da polícia moçambicana diz que corporação está “infiltrada de criminosos”

* Washington & Wall Street: Ben Bernanke’s Global Inflation Strategy
* Venezuela inflation nears 30 percent
* Venezuela aumenta preço de quatro alimentos em 20%
* Crypto-currency or Kryptonite?
* Wary of Bitcoin? A guide to some other cryptocurrencies
* Amazon launches its own virtual currency called Coins and gives ‘tens of millions’ away for free to US Kindle owners

* U.N.’s ITU pursues Internet control — again — this week
* IRS Mess
* McConnell: IRS Revelations ‘Just The Beginning’
(“A tentativa de Obama calar oponentes não está limitada ao IRS,” […] “Acontece o mesmo na FCC [Comissão Federal de Comunicações], na SEC [Comissão de Segurança dos Mercados], na FEC [Comissão Federal Eleitoral], no HHS [Departamente de Saúde e Serviços Humanos] […])
* Associated Press acusa administração Obama de espiar jornalistas
(O Departamento de Justiça é acusado de ter acedido secretamente aos registos de telefonemas feitos durante dois meses por alguns jornalistas, numa “intrusão massiva e sem precedentes”. “Não há justificação possível para uma recolha tão ampla [de dados sobre] as comunicações da AP e dos seus repórteres” […] “A administração Obama tem sido uma das mais agressivas administrações da história no que diz respeito a ir atrás de ir atrás de fugas de informação, e esse comportamento é muito perturbador” […] “Os norte-americanos deviam tomar nota que os altos funcionários da administração Obama se vêem como estando acima da lei” […])
* US Senator Alleges Benghazi Attack ‘Cover Up’
* Republican expects more Benghazi ‘whistle blowers’
* Photos from Guantanamo’s force-feeding facilities
* Biometrics: A new intelligence discipline
* Secrets of 27m mobile phones offered to police Orwell…
* Traveler from Saudi Arabia arrested at Detroit Metro with pressure cooker
* Private eyes to track down EU students who owe £50m in loans
* If You Trust The American Press, Here’s A Thought Experiment
* Anti-piracy firm targeting Canadians who download illegally
* ‘Autocomplete’ Privacy Violations: Court Orders Google To Delete Results
* Saudi Executions Toll Hits 40
* Maduro says is planning to dispatch 1000s of troops across Venezuela
* Prefeito japonês diz que escravas sexuais foram necessárias na Segunda Guerra

* Were the Victorians cleverer than us? Research indicates a decline in brainpower and reflex speed thanks to ‘REVERSE’ natural selection
([…] os nossos reflexos mais lentos sugerem que somos menos inteligentes que os nossos ancestrais, com uma perda de 1,23 pontos de QI por década ou 14 pontos de QI desde os tempos vitorianos. […] e os cientistas afirmam que a queda no QI moderno poderá ser ainda mais dramática […])
* Modern life causing dementia earlier, study finds
* Could LED lights in computers, televisions and mobile phones cause BLINDNESS?
* A produção da doença
(Afinal, cada novo transtorno é promessa de novos investimentos bilionários da indústria farmacêutica, assim como garantia do aparecimento certo de verdadeiras epidemias visíveis do dia para a noite graças à divulgação maciça pela imprensa mundial e suas matérias de saúde. […] Basta lembrar como houve, de 2000 a 2009, um aumento de 60% no consumo de antidepressivos nos países da OCDE (Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico). Nada indica que a taxa de depressão tenha diminuído.)
* Sales-driven panic? New SARS-like virus spreading worldwide, boosting media coffers
(Todos estes números são pálidos em comparação com a taxa de mortalidade anual da gripe comum. “As epidemias de gripe comum podem afectar 15% da população e resultar em até 500.000 mortos todos os anos no mundo” […] No entanto o verdadeiro assassino não costuma ter direito a parangonas nos meios de comunicação e não é algo que a industria farmacêutica anuncie uma cruzada contra. Usualmente, toda a atenção é para os novos vírus, com campanhas publicitárias excessivas para as prevenir e as curar.)
* Not even good enough for dog food: Imported food from China loaded with chemicals, dyes, pesticides and fake ingredients
(“Não confiamos, por boas razões, que os chineses produzam os ingredientes para os alimentos dos nossos cães e gatos. Porque então devemos confiar nos exportadores chineses em relação aos alimentos que estamos a alimentar as nossas crianças e famílias? […] os alimentos provenientes da China estão frequentemente contaminados com níveis alarmantes de metais pesados (arsénico, cádmio, chumbo, mercúrio) e outros contaminantes.)
* The 12 Most Pesticide Polluted Fruit and Veggies
* Europe’s other potentially toxic food: salmon
* Doença renal misteriosa da América Central pode estar ligada a agrotóxicos
* ExxonMobil Arkansas oil spill poses health risks for locals
* Farmer heads to trial for … selling milk
* US windfarms avoiding prosecution for eagle deaths
* Empreiteira destrói pirâmide maia em Belize
* Sol registou hoje terceira grande erupção dos últimos três dias
* Indian Point To Become First Nuclear Plant To Operate With Expired License
* Utility investigating vibrations that caused shutdown of nuclear reactor

* TEPCO seeks permission to dump groundwater from Fukushima plant into ocean Mais um banho…
* Mayors of municipalities near idled Hamaoka nuke plant oppose reactivation

* AIE reduz previsão de demanda por petróleo no 2º trimestre
* Natural Gas Rig Count in U.S. Drops to 350, Baker Hughes Says
* Nuclear Power Falters, Engulfed by ‘Cauldron’ of Bad Luck
* The solar paradox: boom, bust or both?
* Norilsk predicts palladium shortage to widen in 2013 Os limites do planeta…
([…] a falta do metal precioso deve aumentar 25% em 2013 devido a uma oferta mais reduzida.)
* How China Will Eat Your Lunch

* Israel ‘does Azerbaijan airbase deal’ in plan to attack Iran
* Israel sets up ‘secret’ diplomatic mission in Persian Gulf
* UK to double aid to Syrian opposition
* Caça turco cai perto da fronteira com a Síria
* Iraque diz que entrada de curdos em seu território viola soberania
* US moves military forces closer to Libya: Pentagon spokesman
* Marinha russa aumenta controle do Mediterrâneo

* 3 Chinese vessels enter Japanese waters near Senkakus
* Chinese academics in call to review Japanese sovereignty over Okinawa
* Submarino não identificado encontrado à fronteira do Japão
* Taiwanese Boat Seized in Japan’s EEZ off Southwestern Isle
* Taiwan Threatens to Hold Naval Drill Near Philippines
* Eastern European Armies Boost Spec Ops Forces Cooperation
* Diplomata americano expulso da Rússia por espionagem
* BAE Systems grasps £2.5b deal with Oman

* Bahrain’s ‘inconvenient revolution’ grows impatient
* Quenianos protestam com porcos contra aumento de salário de deputados
* Amid media blackout Serbians continue to protest capitulation of Kosovo
* Fast-food workers stage walkouts over wages

AP Surveillance: ‘Govts taking our rights away, not Al-Qaeda’

Anúncios

Notícias do Dia 01/02/2013

* Os islandeses não “aguentam”
(Quando o governo se preparava para começar a pagar os astronómicos estragos da banca, o presidente Ólafur Grímsson decidiu referendar a decisão. Todos os governos europeus, todas as instituições financeiras e quase todas as forças com poder na Islândia, incluindo o governo e a maioria do Parlamento, foram contra a sua decisão. […] Os islandeses votaram. 92% disseram que não pagavam. […] o tribunal da EFTA isentou, esta semana, a Islândia de qualquer pagamento ao Reino Unido e Holanda. O que estava em causa não era pouco. Era se deve ou não o Estado ser responsabilizado pelos erros dos bancos. E se devem ser os contribuintes a pagar por eles. Claro que a Europa já prepara novo enquadramento legal para atribuir uma maior responsabilização aos Governos pelas quebras no sistema financeiro. […] “Porque serão os bancos tão sagrados para lhes darmos mais garantias do Estado do que a qualquer outra empresa?”)
* Holanda nacionaliza SNS Reaal e injecta 3,7 mil milhões no banco Mais um buraco negro…
(Esta é a segunda nacionalização na banca neerlandesa desde 2008, altura em que o país nacionalizou as unidades holandesas do banco Fortis (que foi nacionalizado pelos Países Baixos, Bélgica e Luxemburgo) e da participação detida no ABN Amro por 16,8 mil milhões de euros.)
* Deutsche Bank divulga surpreendente prejuízo de 2170 milhões de euros Hmmm…
([…] despesas em tribunal pesaram nas contas.)
* Crédit Agricole contabiliza imparidades no valor de 2,68 mil milhões euros Buracos, e mais buracos…

* Desemprego: novo recorde de 16,5%, segundo o Eurostat Obrigado Europa…
* Desemprego já está acima da meta do Governo para 2013
* Economist prevê desemprego de 17% em 2014, Governo 15,9% Distantes, sempre distantes…
* OCDE diz que Portugal cortou na Saúde o dobro do que negociou com a troika Neo-capitalismo…
* Portugal’s middle-class dwindles under debt
([…] “isto é apenas o início de um longo período de pobreza, uma terrível crise da qual não tenho responsabilidade, causada pelos useiros homens poderosos”. […] “[Em] Portugal temos de viver sob as regras impostas por esta enorme e poderosa troika, fazendo-nos vergar a um sistema financeiro global que não tem escrúpulos e completamente desprovida de coração e que nos força a render o nosso país a esse bando de abutres que são os grandes bancos.” […] esta política de cortes drásticos é apenas aplicada “em áreas sociais, nunca afectando os benefícios do 1% mais rico, e são direccionados a “agradar aos credores e a perpetuar a dependência de Portugal do sistema financeiro.”)
* Para os portugueses, a segurança e a liberdade são “necessidades fundamentais” para uma vida digna
* Marçal Grilo: Aumento das propinas em 1997 “obviamente foi inconstitucional”
(“Obviamente que era inconstitucional. Mas o Tribunal Constitucional, e bem, defendeu o Governo da altura”, disse esta manhã Marçal Grilo, provocando risos no painel de especialistas e na plateia […] O ex-governante recuou 14 anos para argumentar que “a decisão que aí vem é uma decisão política e o Constitucional é um órgão político” […])
* Rendas: inquilinos em pânico com aumentos propostos por senhorios Neo-capitalismo…
* “Há muitas famílias a viver sem água, luz e gás em casa”
(“Governo não está a encarar este problema como um problema efectivo, que pode trazer graves problemas à sociedade” […])
* Idosas vão para a rua por não terem respondido a inquérito Neo-capitalismo
* Preços das casas continuam a cair, mas menos
* Venda de automóveis em Portugal cai quase 12% em janeiro
* Calado, o senhor Ulrich é um poeta
(Quem é o senhor Ulrich para definir o que um português, um grego ou um sem-abrigo aguenta? É por acaso grego ou sem-abrigo? Segundo sei, é português e não me parece que passe, ou tenha alguma vez passado, dificuldades ou vivido num banco de jardim. E quando o seu banco as passa tem o Estado português a salvar-lhe a pele (1,5 mil milhões de euros de ajuda no Verão passado) e a passar-lhe pó de talco no rabiosque para que este não fique com a pele “austera”. […] E, suprema ironia, no mesmo dia em que apresenta lucros milionários, fala como se a crise não tivesse a génese nas tropelias financeiras de meia dúzia de banqueiros.)
* Palavras infelizes de Ulrich originam apelo a boicote ao BPI
* Anúncio de promoções militares é “manobra para tentar pôr portugueses contra portugueses”
* Banqueiros apostam em António Costa
(Segundo apurou a VISÃO, o presidente da Câmara de Lisboa terá sido recentemente visitado, em sua casa, por alguns dos principais banqueiros portugueses, que lhe deram uma espécie de “aval”.
* Franquelim Alves admitiu irregularidades do BPN no Parlamento Promovido!!!
* Fraude contabilística em tempos de crise

* Who Says the Euro Crisis Is Over?
* Cyprus Presents Systemic Threat to Euro Area, Merkel Ally Says Até o minúsculo Chipre é um monstro!
* France could join list of eurozone casualties in a fresh crisis Tic,tac,tic,tac…
* Irlanda vai pedir mais tempo para pagar empréstimo da “troika” Senão estoura!!!
* The Fog of Austerity: This Smoke Cloud Is the Ultimate Symbol of Greece’s Depression
* Greek Ministry of Environment implements illegal logging program
* Mais de 50% dos jovens espanhóis e gregos estão desempregados e o número continua a piorar Obrigado Europa neo-capitalista…
* Greece’s ‘Nazis’ are on the rise… and now they’re going into schools: How Golden Dawn nurture the next generation Obrigado Europa…
* Sweden tells unemployed youth to look for work in Greece ?!?!?
* Em dezembro, taxa de desemprego da zona do euro mantém recorde de 11,7%

* O século XXI será a época dos superestados? O desenho da NOM…
* Peter Schiff: Economy ‘Stuck in Serious Recession’
(“Os resultados mais fracos do que o esperado do PIB mostram o quão a maioria dos economistas profissionais estão afastados da realidade no que diz respeito às fraquezas fundamentais da economia dos Estados Unidos,” […] “Depois de mais de quatro anos de estimulo monetário quase interminável e mais de 5 biliões de dólares de dívida federal, a economia continua entalada numa recessão séria. O relatório prova que que os estímulo e a despesa federal não conseguem criar crescimento económico sustentável.”)
* Wiedemer to Moneynews: Economy Could Be ‘Significantly Worse’ Than US Says Mãonipulações…
(Isso é porque o governo ajusta os números do PIB com uma taxa anual de inflação de 0,6%, mesmo que a inflação tenha crescido 1,7% no ano passado […])
* Taxa de desemprego nos EUA sobre para 7,9%
* The unemployment crisis that lies behind the US monthly jobs report
* Creditors push bankrupt Alabama county to hike sewer rates Neo-capitalismo…
* China’s January manufacturing PMI falls to 50.4% Tic,tac,tic,tac…
* Indústria tem retração de 2,7% em 2012 – pior resultado anual desde 2009 Brasil
* Balança comercial tem o maior saldo negativo em 24 anos Brasil
* Britain’s “dark days” are like the 1930s, new archbishop says
* UK’s poorest families face hundreds of percent tax rise Neo-capitalismo…
(Segundo o novo programa de austeridade do governo britânico milhões dos agregados mais pobres irão enfrentar um aumento do imposto no valor de 333% por ano […])
* Homeless, jobless forced to take refuge under Golden Arches Japão
(Muitos dos “makudo nanmin” graduaram-se durante a idade do gelo para o emprego entre 1990 e 2000, e chegaram ao mercado de trabalho como trabalhadores temporários que eventualmente acabaram por perder os seus empregos. A cadeia de hambúrgueres com quem cresceram tornou-se no lugar onde estes jovens em dificuldades financeiras vão para descansar um pouco […])
* Nearly half of college grads have jobs that don’t require diplomas EUA
* Container Shipping Faces Merger Urge as Money Dries Up: Freight
* FMI à beira de um “precipício de credibilidade” Que credibilidade?!?!?

* A Bank CEO Gets $58M In 2012? And You Thought Wall Street Was Changing No outro planeta…
* Goldman Sachs braces for bond market blow up Tic,tac,tic,tac…
* Italy rocked by scandal at world’s oldest bank
* Fitch holds Monte Paschi credit-ratings unchanged LOOOOL
* Matérias-primas a caminho da maior série semanal de ganhos dos últimos 17 anos
* BP tried to manipulate gas market, alleges trader
* Aznar processa o El País enquanto meio milhão pedem demissão de Rajoy online
* 7 Big Defense Companies With Big Transparency Problems

* Why Currency Wars Might Be Coming
([…] moeda fraca de um país é a forte de outro: é um jogo de resultado zero. No passado, as guerras de câmbio conduziram a proteccionismo e controlo de capitais, assim como a tarifas com os países a procurarem proteger as suas indústrias. Vejam o que aconteceu na década de 1930 e na década de 1970 […] A corrida para embaratecer o iene e o dólar, o que tem feito o euro valorizar-se, está a dar dores de cabeça aos políticos por todo o mundo. Os brasileiros estão furiosos com os americanos, porque a desvalorização do dólar tem encarecido as suas exportações. Eles já têm uma forma fraca de controlo de capitais.)
* Fed to Trigger ‘Collateral Financial Damage’: Lavorgnia
(Comparou a Reserva Federa a um condutor em alta velocidade na auto-estrada e a escrever uma mensagem no telemóvel, Lavorgnia espera que a recessão irá “definitivamente ser pior” do que a de 1994. “Estamos a ver várias pequenas bolhas a estourar nos mercados subsidiários onde as pessoas estão literalmente a correr atrás do lucro. A questão é quando irá acontecer?”)
* China tells U.S. to slow money printing presses
* Pound takes hit from disappointing manufacturing data and ‘could fall to €1.08’ amid triple-dip fears
* Rise of euro threatens to stem Greek export growth
* Numbers racket in Argentina
* Govt ups minimum rice price by 10% China

* ‘US a police state, Obama consciously allows torture’ – CIA veteran John Kiriakou
(Acho que o Presidente Obama tal como o Presidente Bush tomou uma decisão consciente de permitir a tortura, permitir que criaram e implementaram as políticas de tortura, permitir às pessoas que destruíram as provas de tortura e aos advogados que usam análises legais falaciosas para que a tortura fosse aprovada continuem em liberdade. […] É nesta atmosfera do pós 11 de Setembro que nos encontramos em que na última década temos vindo a perder as liberdades civis até um ponto em que já não conseguimos discernir até que ponto os Estados Unidos se tornaram num estado policial.)
* Torture becoming ‘normal business’ in US – CIA vet
* Former CIA chief in Italy sentenced to 7 years
* Army to use old jail in Galveston for training exercises today EUA
* By Their Responses, Ye Shall Know Them
* 6-Year-Old Expelled for Bringing Plastic Gun to School

* Harvard Study Confirms Fluoride Reduces Children’s IQ
([…] crianças que vivem em áreas com níveis mais elevados de fluoretação da água têm pontuações “significativamente inferiores” às dos que vivem em áreas com baixos níveis de fluoretação.[…] Existem tantos estudos científicos que provam os efeitos directos e tóxicos no nosso corpo, que é verdadeiramente extraordinário que ainda NÃO seja considerado um consenso científico. […] Surpreende-me como as comunidades médica e dentista sejam tão teimosamente resistentes a unir os pontos no que diz respeito ao aumento exponencial do declínio cognitivo nos adultos e problemas comportamentais nas crianças (ADD, ADHD, depressão e dificuldades de aprendizagem de todos os tipos). […] ele equipara a fluoretação da água a um “assassínio público”, referindo-se ao estudo que foi realizado nas 10 maiores cidades norte-americanas com fluoretação em comparação com as 10 maiores sem fluoretação. O estudo demonstrou que as mortes relacionadas com cancro subiram abruptamente no espaço de pouco mais de um ou dois anos depois do início da fluoretação. Neste e noutros estudos que ligam o flúor ao cancro foram ordenados pelo governo mas foram rapidamente enterrados quando se descobriu que o flúor estava ligado ao aumento dramático de casos de cancro.)
* ‘The Last Bit of Paradise’: Giant Dam Threatens Brazilian Rainforest
(A construção de uma barragem gigante na região brasileira da Amazónia está a ameaçar partes da maior floresta tropical do mundo. Mas as tribos indígenas que lá vivem mantém-se em silêncio como contrapartida a receberem milhões de dólares.)
* Big Gas Comes Clean: Carcinogens Used in 1 Out of 3 Fracking Operations
* Thousands of seabirds may be harmed by oil off UK coast
* Pollution thick enough to cancel flights hits Beijing; ‘beyond index’ for 2nd time in 2 weeks
* Hospitalizações em Pequim aumentaram 20% em janeiro devido à poluição
* Air pollution from China reaches Japan, other parts of Asia
* Expert: Air pollution is more frightening than SARS virus
* As China Builds, Cambodia’s Forests Fall
* Move to Save Fishing Industry Could Kill It
* Challenging evolution: 4 US states consider controversial educational bills

* Powerful Quake Hits Eastern Japan Perto de Fukushima…
* PROMETHEUS TRAP (3): Japanese ambassador felt something not right before State Department meeting

* Energy literacy: visualizing the impacts of unlimited growth
(O crescimento económico tem limites num planeta esférico. Esses limites já são evidentes. O que a energia faz de forma profunda é demonstrar que os humanos são criaturas limitadas, tanto em termos do seu entendimento como dos seus poderes.)
* Iranian Oops: US may have broken own sanctions by buying Tehran’s oil Loool
([…] pelo seu próprio exército […])
* Record Profit Eludes Big Oil as Costs Outpace Brent Gain
* Restive Cities Threaten Egypt’s Suez Canal
* Weak European economy takes toll on power firm E.ON
* Espanha corta remunerações às eléctricas e renováveis
* Helium Rises to Highest Since 1995 in Fallout From Shale Boom Os limites do planeta…
* Water Demand for Energy to Double by 2035 … e os limites do planeta…
(“A energia e a água estão intimamente interligados,” […] “É necessário uma grande quantidade de energia para o suprimento de água, e uma grande quantidade de água para o suprimento de energia. […] No reino da energia, a AIE vê a electricidade gerada por carvão a conduzir a maior parte da demanda por água, actualmente e no futuro. A energia a carvão está a crescer em todas as regiões do planeta excepto nos Estados unidos, e poderá suplantar o petróleo em 2017 como a principal fonte geradora de energia. […] Depois da energia a carvão, os biocombustíveis estão a caminhar para serem os responsáveis pela maior fatia de stress sobre a água […] “os biocombustíveis irão retirar água à produção de alimentos,” […] Por exemplo, a indústria de gás natural na Pensilvânia afirma que são necessários 15 milhões de litros de água para cada poço de gás de xisto, […])
* Arctic: competition for resources on the horizon As últimas fronteiras…
(De acordo com o Departamento Geológico dos Estados Unidos, as profundezas do oceano Ártico contém um quarto das reservas de petróleo e gás no mundo.)
* Extração de minérios em asteroides: os sonhos e a realidade Daqui a um ou mais séculos?!?!

* Netanyahu Tells America It’s Now Or Never
* EUA sabiam da intenção de Israel de atacar Síria
* Exércitos da Síria, Líbano e Jordânia aumentaram nível de alerta Rufam os tambores…
* Analyst: Syria missiles threaten Israeli spy flights
* F-16s ‘Fired 8 Missiles, Bunker-Buster at Syria Chemical Site’
* Israel may feel need to strike Syria again
* Israeli warplanes fly over Lebanon Os donos do mundo…
(Jactos israelitas violaram o espaço aéreo libanês dois dias depois de terrem lançado um ataque no interior do território sírio.)

* The politics of aggressive war
(Quando é que se torna aceitável que um país entre numa guerra agressiva? Poderá ser aceitável que um país aja de forma que foi reconhecido pela comunidade internacional e escrito em leis internacionais como um crime contra humanidade? Não apenas contra a minha humanidade mas contra toda a humanidade? Estas são perguntas que a comunidade mundial devia vir a fazer todos os dias durante aproximadamente as últimas duas décadas, mas que não fez. Pois é há quase tanto tempo quanto isso que as super-potências mundiais começaram a agir agressivamente onde quer que lhes fosse conveniente de forma a mostrar a sua força, o seu poder militar e aterrorizar o mundo a ceder às suas vontades. […] Não há problema se se sentir um pouco desconfortável, enjoado ou até mesmo com náuseas. Significa que ainda é humano e que ainda existe esperança. Se sentir raiva e sentir que está a ser gozado está na altura de retirar as palas e imaginar que você faz parte do grupo das pessoas “inferiores” em que as suas terras estão a ser tomadas e as suas mulheres e crianças estão a ser assassinadas à sua frente e que não há nada que possa fazer. Acorde!)
* Illegal Invasions, Rogue States, Forgotten Victims and a Shaming Plea
(É impossível não ponderar se o âmago dos proclamados valores ocidentais não são um jargão hipócrita. […] Ano após ano, ignoram os apelos por justiça, apelos pelas vidas humanas, apelos em linha com pregadores vazios, hipócritas e insignificantes. […] Na realidade, os nossos governos transformaram-se nos regimes contra quais nos avisavam: os que invadem ilegalmente, violam, torturam e encarceram sem controlos ou lei, sem sequer julgamento […])
* Tension goes nuclear on Korean peninsula: South threatens North over tests
* North Korea imposes martial law, orders troops to ‘be ready for war’ – report Rufam os tambores…
* Surveillance aircraft gather at US base in Okinawa
* Japan ex-minister warns of Okinawa unrest, secession Hmmm…
* Al-Qaeda threatens US and Europe, promises ‘earth-shattering’ attack Qual das al-Qaeda? A amiga na Síria ou a inimiga no Mali?
* Comércio de armas e padrões duplos
([…] o problema consiste precisamente no fato de que no Ocidente a exportação de armas é esfera de atividade não do Estado mas de empresas particulares. São corporações sérias, chefiadas por pessoas responsáveis e respeitáveis. Mas todos compreendem que não existe um crime que o capital não cometa em busca do lucro. […] “Atualmente, não existem regras internacionais fixas que regulem o comércio de armas. A respetiva convenção foi elaborada no ano passado, mas a sua assinatura foi bloqueada pelos EUA.”)

* Ataque de manifestantes a palácio deixa 1 morto e dezenas de feridos no Egito
* Iraq’s Fallujah gripped by protests

How to make million dollars an hour? Os donos do mundo…

Food Fears: GM viruses & insects raise alarm as Monsanto faces protests

Notícias do Dia 27/11/2012

* Fontes comunitárias estranham colagem de Gaspar à Grécia
(As mesmas fontes acrescentam que, durante a reunião de segunda-feira em Bruxelas, o ministro português das Finanças permaneceu em silêncio.)
* Previsões pessimistas para Portugal. OCDE diz que vai ser tudo pior
(São as piores previsões para a economia portuguesa conhecidas até agora e foram divulgadas esta terça-feira pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE). O desemprego sobe ainda mais, o défice público fura todas as metas e a recessão vai ser maior, tanto este ano como no próximo.)
* O Orçamento mais estúpido do mundo
(É um orçamento contra os contribuintes, que estimula a economia paralela, a fuga e a evasão fiscal devido à injustissima carga fiscal que lança sobre os contribuintes. É um orçamento contra a economia. E é um orçamento estúpido porque nos conduz a um abismo económico – mas apesar dos avisos e dos alertas, insiste em caminhar nesse sentido.)
* OE 2013: Portugal, um país em vias de subdesenvolvimento
(Sim, este governo é incompetente. Sim, o memorando da troika encerra em si um programa político que a democracia não sufragou. Mas a sua incompetência e o memorando são o álibi para a aplicação de um programa ideológico que uma minoria de fanáticos, apoiados por uma elite económica não produtiva, há muito quer ver aplicado. […] O que está em causa neste orçamento não são apenas números. É um modelo social que garantiu meio século de paz e prosperidade à Europa e que permitiu que Portugal deixasse de ser um país subdesenvolvido para ter lugar no primeiro Mundo. Não está em causa tornar o nosso País mais competitivo e garantir um crescimento económico que corresponda a um desenvolvimento sustentado. Este orçamento, assim como este memorando, transforma, nas acertadas palavras do economista Alexandre Abreu, Portugal num país “em vias de subdesenvolvimento”.)
* “O desespero leva à violência”, avisa Soares
* A desesperança
(Quem da minha idade não se lembra das manifes-relâmpago levadas a cabo por grupos de umas quantas dezenas de jovens radicalizados, em zonas de Lisboa como a Estrada de Benfica ou da Luz? Nelas, às claras, com uma audácia inaudita, imobilizavam carros eléctricos para impedir o acesso das carrinhas da polícia de choque, e em velocidade recorde, gritando slogans contra a guerra colonial e o regime, partiam montras de bancos e empresas estrangeiras, pinchavam as paredes contra o “fascismo”, enfrentando, se necessário, a própria polícia. Hoje muitos deles passaram já pelo governo, por instâncias europeias ou integram e dirigem importantes meios de comunicação social. […] Hoje a desesperança é outra e em certo sentido pior, pois sucedeu a momentos de euforia, de promessas visivelmente plausíveis e, mais grave ainda, não encontra qualquer projecto ou utopias credíveis, que a redimam ou sublimem. Tal desesperança só pode conduzir, claro, à raiva e à violência. Procurar os culpados individuais, prendê-los e estigmatizá-los, pode, a curto prazo, parecer a solução para os da ordem pública, mas não resolve o problema.)
* Desemprego
(Foi uma sociedade com milhões de desempregados e marcada pelo medo, de que também hoje padecemos, que favoreceu a ascensão do nazismo e do fascismo na Europa. Quando os cidadãos desistem de querer justiça e clamam por vingança, estão à mercê de todo o totalitarismo.)
* Este país não é para desempregados
* Mortalidade infantil subiu no ano passado Os primeiros sinais de regressão civilizacional..
* Militares pedem ao presidente para não promulgar o OE 2013
* Magistrados apresentam queixa à CE contra OE2013
([…] «uma fonte de desigualdade e injustiça entre os cidadãos» […])
* Pensões de magistrados isentas de contribuições extraordinárias As equidades…
* Investigação i: BDP. Governador admite crise de crédito em documento secreto Era necessário o “ele” dizer isso?!?!?!
* Portugal agrava incobráveis nos setores da construção, indústria e comércio – Estudo
* Fisco avalia 28 mil prédios por dia
(“O recurso ao Google pode ser feita para identificar a localização da casa nos casos onde a morada não está na planta, mas não pode servir para avaliar o imóvel”, disse ao CM uma fonte das Finanças, acrescentando que “os engenheiros contratados pela Autoridade Tributária estão sob a alçada de ordens profissionais, e podem ser expulsos se não utilizarem os critérios técnicos definidos na lei”.)
* Operadora contradiz Governo e afirma que UE tem financiamento para carreiras aéreas regionais As pinocadas…
* Testemunha admite chantagem no processo das contrapartidas dos submarinos
* Deutsche Bank apoia Efromovich na TAP
* Ativistas invadiram agência do BCP após o fim da manifestação da CGTP
* Crowding and Austerity Strain Portugal’s Prisons

* Zona euro pode não sobreviver à crise na sua forma atual, diz OCDE
(“A fragilidade na zona do euro continua, as reações negativas entre bancos e governos ainda estão lá.”)
* OCDE prevê “abrandamento significativo” da economia da Alemanha Quase…
* Why Europe Debt Defaults Are About to Rattle Stocks
* Eurogroup’s bailout impoverishes Greece – opposition MP
* A farsa
(O objectivo dos credores não é mais do que manter os gregos em lume brando, até que um dia estes fervam e tomem a decisão que ninguém quer tomar por eles.)
* A new dawn for Greece? Would it were so
(Porque será que os primeiro-ministro gregos passam a vida a anunciar novos amanhecer quando sabem que as coisas estão prestes a ficar ainda pior é algo que continua um mistério para mim. […] O último acordo é apenas mais um embuste, que poderá permitir que o governo grego consiga pagar as contas durante um pouco mais de tempo mas que não resolve absolutamente nada. […] Durante quanto tempo mais irão as democracias da Europa aturar estes absurdos?)
* Os credores da Grécia fazem o mínimo necessário
([…] esta reunião de mais de 12 horas quase terminou em naufrágio, como afirmaram diversas fontes. […] A Europa não foi flexível, não tentou ir além de uma abordagem miserabilista dos contabilistas sem coração, que não veem além do seu umbigo, não respeitou, como devia, os sacrifícios do povo grego.)
* Schäuble admite novas operações de reestruturação da dívida grega Ainda agora saíram de uma, já preparam outras…
* OECD cuts Irish growth forecasts
* OECD revises down Italy GDP forecasts, issues budget warning
* Italian families’ real income falls for fifth year on run
* Crisis: Cyprus retail trade slides 5.4% in September
* Doorway to despair: Glimpse inside Spanish industrial ghost town that produced seven million doors a year which has been decimated by housing crash
* Catalunha precisará de mais liquidez do Governo central
* The private wealth discrepancy at the heart of Europe
([…] a união monetária está em risco de perder um dos poucos membros com triplo-A: Finlândia. Dada a difícil situação política interna da Finlândia, os seus cidadãos poderão olhar para a Dinamarca e para a Suécia – que têm boas taxas de crescimento e uma baixa dívida soberana, e não pagam para o Fundo de Estabilidade Europeu – e decidir que ser membro da Zona Euro fica caro demais e já não vale a pena.)
* Majority of British public wants to leave Europe
(54%)

* Novo governador do Banco do Reino Unido passou pelo Goldman Sachs
([…] investigado por um jornalista francês do “Le Monde” que lançou este ano o livro “O Banco – Como o Goldman Sachs dirige o mundo”. O autor da obra publicada em Portugal no passado mês de junho, defende a existência de um paralelo entre as políticas de austeridade na Europa e a presença de antigos altos quadros do banco na política europeia. Para Marc Roch, a doutrina financeira anglo-saxónica liderada pelo banco norte-americano Goldman Sachs atua nos bastidores do poder na Europa, pondo em causa a regulação em nome do lucro. […] Portugueses como António Borges, Carlos Moedas e Horta Osório trabalharam no Goldman Sachs. O actual presidente do Banco Central Europeu, Mario Draghi, foi director-geral do mesmo banco, entre 2002 e 2005, e o antigo presidente da Comissão Europeia Romano Prodi também. Mark Patterson, chefe de gabinete do actual secretário do Tesouro dos EUA fazia lóbi para defender os interesses do banco.)

* GRANTHAM: Here Are The Basic Forces That Will Send Growth To Near-Zero For Decades
* OCDE reduz estimativa de crescimento mundial por crise no euro Quase…
* Há uma ‘nova forma de economia’ no mundo, diz ex-presidente do BID
* Economia chinesa cresce à taxa mais baixa da década
* OECD cuts Japan growth forecasts on slowing reconstruction
* Strikes dent SA growth, slows to 1.2%
* Brasil terá pior taxa de crescimento dos Brics em 2012, segundo OCDE quase…
* Brasil ocupa penúltimo lugar em ranking internacional de educação
* High earners to see tax bills fall by £100,000 a year, Ed Miliband to say Este é o nosso mundo…
* 26 days to the End of the World

* Stocks dead, bonds deader till 2022: Pimco
* Economist Kaufman calls for breakup of banks
* Fine set at $2.7 billion for 12 ‘rate-fixing’ banks Peanuts!!! Mais uma…
* Kabul Bank ‘diverted £540 million to group of 12 in massive fraud’ Mais uma…
* Mysterious Hedge Fund Gets Even More Mysterious
* One Hyde Park: a slice of the British Virgin Islands in central London
* Queen welcomes Amir of Kuwait to Windsor Castle with pomp and ceremony Os reis da hipocrisia…

* Please let’s not follow Argentina into manipulating the inflation rate As mãonipulações…
* Euro ignora acordo para a Grécia e perde face ao dólar
* Rice prices soar despite plentiful harvest / Increase in higher-priced premium brands squeezing cheaper varieties out of market

* The U.N.’s Internet Sneak Attack
* “Teremos muito mais censura personalizada”
* Federal officials take down 132 websites in ‘Cyber Monday’ crackdown
* Released: WikiLeaks cash blockade ‘ordered’ by American ‘hard-right’
* Facebook volta a ser bloqueado no Tajiquistão
* Cossack vigilantes start patrolling Moscow streets
* Soldado acusado de vazar documentos secretos se diz vítima de tortura
* Zimbabwe ‘targets human rights activists’
* Journalists: In the line of fire
* Group demands UN probe IDF strikes on journalists
* South Africa’s state broadcaster ‘pulled Zuma fish and chips advert’

* US resists pressure to cut deeper on emissions
* Siberia’s pesticide dumps may prove a bigger hazard than nuclear waste
* Mount Doom’s Neighbor Erupts in New Zealand

* Not good enough: UN says Japan is underestimating nuclear fallout risks
* Hopes of Home Fade Among Japan’s Displaced
* Rice planting to resume in Fukushima Prefecture

* Apagão deixa quase 2 milhões de pessoas sem luz em Manaus
* U.K. Energy Policy Weighs on Green Investment: Chart of the Day
* Helium shortage being felt / Disney Resort, hospital MRIs affected by lack of rare gas
* SIPRI: China interested in Arctic Ocean resources

* Death Hangs over the Gaza Strip after the Fighting
* Two wounded by Israeli army in Gaza
* A list of 142 foreign mercenaries killed in Syria presented to UN
* Iranian warships to make port call in Sudan

* The US administration seeks a license to kill (as if it needs one)
* In Iraq, occupation by another name
* Russia to make new super silent torpedoes?

* 200 mil saíram à rua no Rio, contra redução dos lucros do petróleo
* Mais de 100 mil contra Morsi na Praça Tahrir
* Two dead, 444 Injured in Egypt protests
* One Third of Lebanon Goes On Strike
* Op-Ed: 15,000 march for Gaza in London
* Kuwait emir’s change to election rules stirs signs of Arab spring

Euro Existential Crisis: ‘Greece governed in Third World fashion’

A Confluência é a Regra

Espanha deve reformar o sistema fiscal para poder crescer, diz OCDE. Alívio da dívida da Guiné-Bissau é positivo para doadores e investidores, diz o FMI. Estado tem que deixar privados ocupar o seu lugar em determinados sectores.

Por vezes temos de sair um pouco de Portugal para se conseguir compreender melhor a lógica funcional das coisas… desta vez quais as noções da OCDE e do FMI sobre as suas políticas e as suas directrizes.

Começando pela OCDE e a sua visão do que há para fazer em Espanha.
Antes de mais, gostava de salientar que estas visões das entidades internacionais para a Espanha divergem no seu âmago muito pouco daquilo que preconizam para Portugal, por isso…
Primeira grande visão da OCDE:

“O sistema fiscal espanhol deve ser reformado para facilitar o crescimento, transferindo o impacto dos impostos do trabalho para o consumo e para o imobiliário.”
In Oje

Descodificando o que por aqui é dito…
O que isto quer dizer é que a OCDE defende que os impostos cobrados às empresas sejam reduzidos e  o seu peso transferido para o consumo e para a compra de habitação. Ou seja, que os impostos para os patrões sejam diminuídos e que os impostos para os restante 99% da população suportem o nível de redução fiscal efectuado nos impostos do 1%… tudo isto em defesa da competitividade da economia… deles(?)
Uma medida extremamente justa e social, sim senhor! Tirem ainda mais ao 99% e reduzam ainda mais a carga sobre o 1%!!!!

Depois a mesma OCDE – por vezes fico confuso com as inversões destes organizações – diz que a crise em Espanha está a ser mais aguda devido a um aumento insustentável do consumo privado, que conduziu ao aumento da dívida privada. (Mas o problema não é a dívida pública????)
Sim senhor… então aumenta-se os impostos sobre o consumo para reduzir o consumo que é insustentável?
Mas tais medidas não costumam levar à contracção económica dos mercados internos em que são adoptadas?
Muito bem, primeiro reduz-se os impostos sobre o 1% e aumenta-se os impostos sobre o consumo para fazer a economia crescer, sabendo-se de antemão que um aumento dos impostos sobre o consumo conduz sempre a uma contracção do mesmo, o que leva invariavelmente a uma menor recolha de impostos por parte do Estado e à deflação dos preços… deflação dos preços que conduz a mais despedimentos… mais despedimentos a mais gastos sociais, e mais gastos sociais a mais gastos do Estado… e a OCDE diz que o fortalecimento das contas públicas é essencial… e como podemos todos constatar, se forem adoptadas as medidas por si defendidas será isso mesmo o que não irá acontecer…
Bela volta esta…

Mas há mais… a OCDE defende a reforma do sistema de pensões, através do aumento da idade da reforma, dos 65 para os 67 anos, e a diminuição das reformas antecipadas – facto defendido também pela UE.
Portanto, o aumento da idade da reforma irá fazer a economia crescer?
Ajudará a reduzir as despesas do Estado?
De certeza que crescimento não gerará! É certinho como o destino!
Reduzir as despesas do Estado… talvez, numa primeira fase, mas pouco tempo depois não reduzirá, pois se mais tempo um trabalhador terá de trabalhar para ter direito à reforma menos postos de trabalho irão estar disponíveis para os jovens que entram no mercado de trabalho… e isso é igual a mais desemprego… sempre… e mais desemprego é igual… à catrefada de coisas que já escrevi acima…
Portanto… medidas que só eles entendem o porquê… por vezes também entendo, não quero é entrar em especulação, porque é garantido como o destino que eles próprios se irão dar ao trabalho de dizer isso por mim!

E a OCDE aplaude as medidas tomadas pelo governo espanhol para reduzir a “excessiva protecção” dos trabalhadores com contractos permanentes, e redução dos valores pagos por despedimentos e a facilidade com que é possível chegar a acordos colectivos.
Não anda isto a tentar ser implementado cá em Portugal? Acho que já ouvi falar em qualquer coisa do género… Meus senhores e minhas senhoras, isto é sempre o mesmo em todo o lado, a uniformidade e uniformização das leis e das políticas a favor dos mesmos 1% de sempre!
Em relação aos pontos positivos(?) desta noção de crescimento económico já descrevi isso uns artigos abaixo…
Ah! Mas atenção que a OCDE também aconselha que seja melhor gerido o sistema de águas… … de forma que reflicta o verdadeiro custo da sua exploração… Ou seja: PRIVATIZEM e deixem de subsidiar as águas de modo que o mercado se torne concorrencial e assim os privados possam capitalizar sobre um dos recursos básicos e mais sensíveis do mundo moderno!
Muito bom, correcto?

E agora salto para o FMI que diz estar verdadeiramente feliz com o facto da Guiné-Bissau ter aceite um empréstimo de mil milhões de dólares, nas suas palavras: “um alívio da dívida”… (?)
Esperem lá… a Guiné-Bissau endivida-se em MAIS um milhão de dólares para pagar dívidas e isso é um alívio?????
Ah! É um alívio para os DOADORES (quem empresta) e INVESTIDORES!!!! (Nas palavras do FMI!)
Ou seja… servem os mil milhões de dólares para pagar aos credores que na sua maioria foram aqueles que deram o aval ao empréstimo do FMI à Guiné-Bissau.
Servem também para o investimento privado externo, porque com os empréstimos do FMI vêm sempre linhas directoras económicas obrigatórias para os países que os recebem, para que sejam liberalizados os sectores económicos rentáveis.
Qual a diferença entre a Guiné-Bissau, a Grécia e a Irlanda? Qual a diferença quando cá entrar em Portugal?
É tudo farinha do mesmo saco para o FMI! Dinheiro que empresta para pagar aos credores da dívida desses países, que são sempre os mesmos que dão luz verde à existência desse empréstimo por parte do FMI, e liberalização dos sectores financeiros estratégicos de cada país para que os investidores privados dos países credores da dívida possam vir explorar e canalizar essa riqueza para fora das fronteiras do país ajudado… Bela ajuda esta, hein????

E agora gostava de acabar com Horta Osório, o novo CEO – palavra “chic” para dizer Presidente – do banco inglês LLoyds:

“os Estados fizeram bem intervir na economia, face a uma crise sem precedentes, mas agora têm de baixar o seu peso na economia e deixar os privados ocuparem determinados sectores”
“O Estado não é um bom detentor de activos. O Estado não percebe de lucro”
“É o sector privado e às empresas” que cabe “criar esse valor acrescentado”, pelo que o “Estado devia baixar o peso dos gastos na economia, sair de determinados sectores e deixar os privados ocuparem esses espaços. De certeza que os privados vão fazer melhor uso desses activos”

In Jornal de Negócios

Quis fechar com este senhor, com nome de agricultura que na verdade é um campino das finanças modernas, que tenta tourear a mente do Zé Povinho com conceitos desprovidos do social e mergulhados em numerário…
1º – Sabe senhor Horta, o Estado não existe para gerar lucro, o Estado existe para gerir os impostos pagos pelo Zé Povinho e pelas empresas e aplicar o valor dos impostos em infra-estruturas e serviços que sejam necessários à sociedade que lhe paga os impostos. Apenas no seu mundo, Sr. Horta, o Estado existe para gerar e gerir lucros!
2º – Sabe senhor Horta, sem dúvida que os privados irão fazer melhor uso desses activos, não tenho a mínima dúvida em relação a isso, o Sr. Horta esqueceu-se inadvertidamente foi de mencionar que os privados irão fazer melhor uso desses activos em BENEFÍCIO e PROVEITO PRÓPRIO!!!!
3º – Sabe senhor Horta, é o seu mundinho… pequenininho e minúsculo que vê apenas numerário, que faz com que tudo o que nos rodeia seja apenas “pilim”… sabe senhor Horta Osório, há mais vida para além da sua minúscula noção de vida!!!!!!

Quis fechar com o campino com nome de agricultor como forma de mostrar que as instituições internacionais de renome, FMI, OCDE, UE, etc, vêem tudo e todos com os mesmos óculos, são verdadeiros clones uns dos outros em que a uniformização de ideias, conceitos, reformas e pensamentos são algo digno de um Óscar, pois é mesmo difícil num mundo tão diverso e distinto conseguir seguir o mesmo texto tal e qual clones!

Conclusão:
OCDE que se confunde com FMI e banca que se confunde com OCDE… e UE que se confunde com FMI que também se confunde com OCDE… é esta a imagem das nossas (?) instituições internacionais de renome… uma uniformização de pensar e agir que mais parecem clones… talvez robôs… talvez ponto do teatro… quem sabe apenas caixas de voz, gravações… ou talvez seja uma convicção universal que tem escapado ao pensar e sentir de 99% dos homens que pensam e vivem este e neste mundo…
Já viram que dentro da (falsa) confusão de opiniões das várias instituições internacionais a confluência é a regra? Bastava uma organização chamada, por exemplo: FOMCIUDEE… para nos dizer tudo no formato de nada para nós… porquê tantas a dizerem sempre tudo igualzinho?

Notícia do OJE – Espanha deve reformar o sistema fiscal para poder crescer, diz a OCDE
Notícia do OJE – Alívio da dívida da Guiné-Bissau é positivo para doadores e investidores, diz FMI
Notícia do Jornal de Negócios – Vídeo: Estados têm que deixar os privados ocuparem o seu lugar em determinados sectores

A Favor da (in)Sustentabilidade do Euro

Ernst & Young aponta para recessão em Portugal. OCDE: Corte nos salários pode ser inevitável. Forte diminuição do rendimento das famílias explica quebra no IRS. Nações periféricas enfrentam declínio acentuado na qualidade de vida. Wall Street tem lucros recorde em 2009/2010. BCE considera aumento de capital para combater crise da dívida.

Mais uns dias passados inundados em informação contraditória, muita dela puramente ilusória e outra parte verdadeiramente demagógica…

Começo pela Ernst & Young que diz que Portugal vai entrar em recessão em 2011.
Dizer o contrário é que é ser verdadeiramente radical – como alguns dos “bananas” que nos tentam governar-, pois é mais que evidente que um crescimento acima de 2%, que é o mínimo para contrabalançar a inflação estatística num ano normal na Zona Euro, é algo quase possível apenas saído de um conto de fadas.
E para juntar ao rol:

“A banca portuguesa está frágil de saúde e, caso fique pior, o Estado pode ser obrigado a intervir no sistema financeiro.”
In Diário Económico

Não andámos meses, senão mais de um ano, a ser bombardeados com a noção de que a banca nacional era sólida e resiliente? Pelos vistos foi apenas mais uma daquelas verdades mentirosas que esta demo-cracia usa para controlar o pensar do seu Zé Povinho…
Depois a noção de inevitabilidade do Estado TER de INTERVIR caso a banca passe por dificuldades.
O Estado que intervenha na salvaguarda do dinheiro dos depositantes, que deixe cair os bancos maltrapilhos – quase todos -, fazendo dessa forma um “reset” ao sistema e limpando de uma vez só o lixo que emana e vive de lá e por lá! – sonhar não faz mal… mas todos sabemos que irá ser exactamente ao contrário, a não ser que…
Gostava ainda de salientar o número 0,7% aventado pela Ernst.
Ou andam todos com a mesma máquina de calcular de bolso, ou então falam de cor… Estes 0,7% é o que a comunidade internacional de uma forma agrupada acha que Portugal irá contrair. Vindo dos mesmos locais que têm constantemente falhado com os números económicos e macroeconómicos nos últimos anos, esta convergência mais cheira a texto decorado que a contas feitas… mas “prontos”, sou eu que sou má língua…

Saindo da Ernst e entrando na OCDE:

“Apesar de «estar em curso» uma «ligeira retoma», a Zona Euro «regista desequilíbrios económicos, orçamentais e financeiros importantes». E, nos países com um défice mais acentuado, o caminho para a recuperação poderá passar «inevitavelmente» pelo corte de salários.”
In Agência Financeira

Mais uma inevitabilidade que as instituições internacionais incitam como solução para conseguir combater o excesso de endividamento do Estado causado principalmente pelo vício ao jogo da banca…
Fico sempre com a sensação de texto decorado… de todos os quadrantes, de todo o tipo de instituição internacional, de tantas mentes que dizem pensar, a única e quase exclusiva solução avançada para restabelecer a vitalidade das economias que estão agarradas à máquina é a redução dos salários e dos benefícios sociais dos Zé Povinhos… e é verdadeiramente consensual esta ideia, tão consensual que mais me parece debitar de um texto do que o explanar de verdadeiras convicções.
Quem o andará a escrever?
Isso deixo para vocês…

E como há sempre outro lado para todas as histórias:

“A crise económica ditou uma queda dos rendimentos de muitos trabalhadores, provocando uma diminuição da receita líquida que, apesar do aumento do imposto, continua no vermelho.”
In Diário Económico

Esperem lá… mas então o aumento de impostos não ia contribuir para o aumento das receitas do Estado?
Porque estamos a assistir a uma diminuição?
Qual a razão para as mesmas instituições, a par dos mesmos “bananas” de sempre, falarem de cor, seguindo a voz de comando de vá lá saber-se de quem… ?
Portanto, o aumento dos impostos levou à contenção dos gastos das famílias, que conduziu e conduzirá à redução das vendas na economia, que levou e levará a ainda mais despedimentos, o que emperrará cada vez mais acentuadamente as receitas com os impostos.
Quem andará a ganhar com isto, pois nem o Estado português nem o Zé Povinho beneficiam?
Isso deixo para vocês…

E como tal:

“As nações sobreendividadas da periferia da Europa enfrentam um declínio acentuado nos seus níveis de vida, maior que o que a Grã-Bretanha enfrentou durante a 2ª Guerra Mundial.”
“O Centro de Pesquisa Económica (CEBR) diz que para manter o euro na sua forma actual, os gastos com o consumo terão de ser diminuídos em 15%, ou mais, na Irlanda, Grécia, Espanha, Portugal e Itália. Coloca a percentagem de sobrevivência do euro em 1 para 5.”
In The Independent

Ah!!! Agora já compreendi!!!
Para salvar o euro as economias periféricas fragilizadas terão de ver o seu consumo interno cair 15% ou mais para o euro sobreviver na sua forma actual!!!!
Ah!!! Por isso é que estão a aumentar os impostos e a tomar opções económicas que são puramente recessivas e castradoras do consumo!!!!
De forma a salvar o euro… de forma a salvar os bancos europeus que se aninharam no euro, nós, os Zé Povinhos da periferia da Europa teremos de enfrentar uma contracção no nosso nível de vida provavelmente superior a 15% nos próximos anos?!?!?!?!?!?!?
Sabem uma coisa… peguemos nas bestas que nos (des)governam, construamos-lhes uma jangada e larguemo-los à deriva algures no oceano, porque é à deriva que eles nos estão a deixar…

Enquanto isso, no outro lado do oceano, Wall Street está em festa – yeahhh, Yupppiiii, AaAA -, pois os seus queridinhos, os bancos que lhe dão a alma e a côr, bateram todos os recordes já registados de lucros num só ano.
Este não é o mesmo mundo, pois não?
Terão eles viajado para a lua e por lá estendido arraial de forma a conseguirem estar tão felizes quando o resto do mundo anda a contar os tostões da crise???
Sabem, o melhor talvez seja também construir uma jangada para eles, mas nesta colocar-lhe uns foguetes e mandá-los mesmo para a lua, porque se já por lá vivem por lá podem e devem ficar!!!!
Mas como fui logo direitinho aos meios insultos (as verdades), vou agora colocar aqui sucintamente os números da alegria deles, os mesmos números que para nós são uma verdadeira desgraça de miséria…
Os queridos banquinhos de Wall Street: Goldman Sachs Group Inc., JPMorgan Chase & Co., Bank of America Corp., Citigroup Inc. e Morgan Stanley, que receberam conjuntamente 135 mil milhões do pacote de ajuda, pago pelo Zé Povinho americano, para sobreviverem, irão este ano apresentar, no mínimo, um lucro de 128 mil milhões em conjunto…
Sabem, esse lucro é do Zé Povinho americano e devia ser confiscado de forma a criar um pacote de ajuda ao americano em dificuldades… Não foi o Zé Povinho que os foi ajudar quando eles disseram estar em dificuldades?!?!?!?!? Exijam o mesmo tipo de ajuda!!!!!
E por cá também!!!!!

E para fechar, o BCE está a pensar fazer um aumento de capital para combater a crise.
Mas que crise?!!?!??!?!?
Ainda a semana passada queimaram 147 mil milhões de euros por excesso de liquidez no mercado e hoje pensam realizar um aumento de capital?!?!?!?!?!?!?
Mas estão a gozar com quem?!?!?!?!
Mais dinheiro dos Zé Povinhos da Europa??!?!?!?!?!?
Mas que grandes montes de bosta mentirosa e viscosa!!!!!

Conclusão:
A recessão de 2011 mais não será que um plano programado para ajudar à sustentabilidade de um sistema euro que em quase nada beneficia os Zé Povinhos e que tem sido ouro sobre azul para aqueles que pouco ou nada acrescentam à elevação social… as mentiras e os textos decorados continuam a ser a lógica funcional de uma classe de homens que vive lá, na lua, de tão distante que está da realidade dos Zé Povinhos…
Eles não são humanos, são verdadeiramente viscosos, pois vivem, não pela humanidade, mas a favor da (in)sustentabilidade de um meio de troca que é a mais pura das imagens da desumanidade!

Notícia do Diário Económico – Ernst & Young aponta recessão a Portugal
Notícia da Agência Financeira – OCDE: corte nos salários pode ser «inevitável»
Notícia do Diário Económico – Forte diminuição do rendimento das famílias explica quebra no IRS
Notícia do The Independent – Fringe nations face huge cuts to living standards
Notícia da Bloomberg – Wall Street Sees Record Revenue in ’09-10 Recovery From Bailout
Notícia do Yahoo Finance – Wall Street Profits, Bonuses Set to Soar: Why It’s Too Late to Turn Off the Spigots
Notícia da Reuters – BCE considera aumento de capital para combater crise de dívida
Notícias de Apoio:
Notícia do Oje – BCE retira 147 mil milhões do mercado por excesso de liquidez

A Máquina Infernal

Portugal é o próximo cliente da máquina infernal da UEE. Mercados dizem que o salvamento da Irlanda foi um falhanço, devido à falta de transparência. Clube da bancarrota: Irlanda sobe ao 3º lugar. Mercados prevêem recurso de Portugal à ajuda internacional. Portugal e Irlanda são casos muito diferentes.

E aí vamos nós no 3º acto da novela: “gasto aquilo que não tenho e peço emprestado aquilo que não posso pagar”.
Depois do Lehmans e da Grécia, temos um terceiro acto totalmente preenchido com a Irlanda.
Irá ser o 4º acto dedicado a Portugal?
Aquando da queda da Grécia, a maioria dos analistas apontava Portugal como sendo a estrela para o 3º acto da peça, e conseguimos que a Irlanda nos roubasse o papel principal.
Conseguiremos que Espanha ou Itália, ou mesmo os Estados Unidos (dólar) nos roubem o protagonismo antecipado pela esmagadora maioria dos analistas?
Irá a Espanha ser consumida pela sua bolha imobiliária ou pela sua monumental dívida das regiões?
Irá a Itália, que tem passado quase despercebida, cair porque as suas contas e corrupção são uma imagem fidedigna da Grécia mas em escala incomparavelmente superior?
Os próximos seis meses o dirão…

Por enquanto, enquanto os nossos meios de comunicação para as massas continuam a fingir (na maioria das situações) fazer jornalismo “à séria”, temos de nos contentar com a explicação da nossa real realidade nas palavras de quem cá não está, nem tem responsabilidade cívica para o fazer: Ambrose Evans-Pritchard, a figura de proa da secção de economia do inglês The Telegraph.
Serão os nossos jornalistas assim tão mentalmente manipuláveis?
Até prova em contrário, estão a sê-lo!

Aos números do nosso Portugal:

Antes de lá entrarmos, vou primeiro escrever sobre a retórica que está a ser usada e abusada por quase todos os quadrantes político-bananeiros para descrever a situação de Portugal em relação à Irlanda e à Grécia, ou seja, aquilo que está servir de defesa a Portugal:
Olli Rehn, comissário europeu dos Assuntos Económicos e Monetários (apenas como exemplo de um dos intervenientes que anda a usar a retórica “programada”):

“A «natureza dos problemas» da Irlanda é «muito diferente» da dos problemas portugueses.”

In Sol

Agora sim os números e as palavras de Ambrose Evans-Pritchard:

“Os Portugueses estão confusos – e feridos – que os investidores possam sequer comparar o seu país com a Grécia ou Irlanda. Temo que muito em breve tenham de enfrentar alguns factos muito pouco agradáveis.”
“Enquanto a maioria dos líderes europeus, que encontram conforto no facto da Grécia ser um caso especial porque trapaceou os números, e que a Irlanda é um caso especial porque permitiu que os seus bancos entrassem num frenesim de empréstimos, ainda não reconheceram a verdade mais profunda em que a União Europeia destabilizou insidiosamente grande parte da Europa e aprisionou vários países (quase) inocentes numa depressão.”

In The Telegraph

Estes parágrafos estabelecem o tom para a descrição da nossa real realidade, não apenas aquela realidade (?) que nos anda a ser transmitida aos bochechos pelos nossos malfadados meios de comunicação social.
E assim chegamos ao rol dos números dispostos em sequência:
Défice externo:
2010: 10,3%
2011: 8,8%
2012: 8%
(Dados da OCDE)

Como criar riqueza no país do mundo desenvolvido com o maior défice externo?
Este défice será pago com empréstimos… este valor é o verdadeiro valor da dívida da República, não as contas manipuladas e manipuladoras do défice das contas públicas (também mas não só).
O problema maior é que a torneira dos empréstimos a Portugal pode fechar a qualquer momento… e depois?
Bem… depois…
FMI:

“Quanto mais tempo se mantiver este desequilíbrio, maior será o risco que a correcção seja repentina e angustiante.”

In The Telegraph

E como estamos na fase das comparações dizendo que Portugal é substancialmente diferente da Irlanda e da Grécia, que tal analisar essas diferenças por este prisma:
A Irlanda irá ter um superavit de 0,7% em 2011 e 3,2% em 2012.
Somos realmente diferentes!

Dívida pública:
Dívida da República: 86% do PIB (A oposição no bananal diz ser 122%)
Dívida Privada: 239% do PIB (Em 2008 – A maior no mundo)

As comparações com a Grécia e a Irlanda:
Grécia com 126,8% do PIB (Estado) e Irlanda com 101%… em 2014!
Como no endividamento privado somos reis, e no público andamos lá por perto… sim, as diferenças são realmente significativas para pior

A Banca, o mercado de trabalho e o mercado imobiliário:
A banca portuguesa e o mercado imobiliário são realmente as principais diferenças entre Portugal, Irlanda e Grécia.
A banca portuguesa foi menos “brincalhona” no mercado da especulação, mesmo assim o seu endividamento externo ascende em média a 40% dos seus bens, e se a torneira dos empréstimos fechar…
É-nos dito que a legislação do mercado de trabalho em Portugal é a mais rígida na Europa e que os apoios sociais representam 22% do PIB.
Este é provavelmente o único ponto que discordo em todo o texto do Evans-Pritchard.
Gostava de destacar que a Noruega, que tem um sistema social muito mais pesado para o erário público do que o português, e uma legislação laboral ao nível de Portugal, é a nona classificada no ranking mundial da competitividade. A culpa não é da legislação, é da forma como os impostos não foram e não são canalizados para a economia do Zé Povinho, ainda para mais quando a Noruega é o país do mundo em que a desigualdade entre os quadros superiores e os inferiores é a menor, aproximadamente 1 para cada 4 euros.
O mercado imobiliário é também uma diferença. Em Portugal ainda não estoirou, volto a frisar… AINDA não estoirou. Os indicadores mais recentes começam a apontar para que tal venha a suceder, como a brutal contracção que o sector das obras públicas tem vindo a registar, agravado no último trimestre para uma queda de 16,4% nas novas encomendas!

Depois Pritchard pega numa afirmação do nosso incontornavelmente brilhante Ministro de Estado e das Finanças que disse: “Se Portugal não fizesse parte da UEE o risco de contágio seria menor”, para escrever:

“Senhor, se Portugal não fizesse parte da União Europeia, certamente não estaria nesta situação. O país, no início dos anos de 1990, tinha um superavit na sua balança de transacções. Foi impelido pelas ilusões do não risco da EEU até a uns vermelhos 109% do PIB. Se a sua moeda ainda fosse o escudo, nunca teria conseguido acumular tanta dívida externa, e agora teria a capacidade de reganhar riqueza com uma taxa de câmbio inferior.”

“A origem desta crise vem desde a fatal decisão de entrar para a União Europeia 20 anos mais cedo do que devia. Depois Lisboa falhou com um controlo insuficientemente das políticas fiscais e de endividamento de modo a contrabalançar uma queda nas taxas de juro de 16% para 3%, de forma a conseguir entrar para a UEE – se é que é possível contrabalançar um erro monetário em tal escala.”

Portugal viu a sua competitividade ser destruída pelo «boom», e nunca mais conseguiu recuperar. O país tem desde então vivido num estado de permanente declínio por causa de uma moeda Teutónica que está constantemente a exacerbar os desafios. Perdeu incontáveis indústrias de baixa tecnologia para os rivais chineses e da Europa de Leste mais rápido do que as industrias de alta tecnologia que conseguiu criar.”

Portugal tem, de certa forma, sido uma vítima a EEU, uma casualidade das ideologias, dos bons ideais, e de teorias académicas não comprovadas de laureados com prémios Nobel sobre a eficiência das uniões monetárias.”

In The Telegraph

Pouco mais à a acrescentar que dizer que o que ele escreveu é quase proibido nos nossos meios de comunicação social, tal o silêncio degradante que continuamos a vivenciar, e usou apenas a lógica e contas de somar… 1+1=2… nada que necessite de um curso ou saber de predestinado para ser desenvolvido… fez um verdadeiro trabalho de jornalista mais profundo do que os que por cá vivem… no mínimo desprestigiante para a classe que vive em Portugal (digo eu)…

Para o ano que vem:
4% do PIB serão consumidos pelo aperto fiscal e assistiremos a uma contracção da economia em 1,4%. (OCDE)
A dívida total deverá ficar nuns incomensuráveis, inacreditáveis, absurdos 325% do PIB!!!!!!!
Acreditem, isto é mesmo diferente dos casos irlandês e grego, mas para pior!

Agora talvez seja mais fácil de compreender o porquê dos mercados terem pura e simplesmente respondido que o resgate da Irlanda não vale de nada, com o risco da dívida irlandesa a continuar a subir na tabela, assim como o de Portugal e da Espanha.
Agora é certamente mais fácil de compreender que estamos num beco sem saída, que nos próximos seis meses iremos entrar no grupo das soberanias totalmente vendidas e dependentes de terceiros, que o nosso sistema bancário irá ser varrido por essa maré, assim como o nosso mercado imobiliário. Então, nesse dia, talvez as diferenças entre Portugal, Irlanda e Grécia venham a ser apenas: Somados todos os indicadores é Portugal que está em pior situação…
E depois?
Bem, depois…a máquina infernal da União Económica Europeia irá continuar a funcionar tipo monstro aglutinador de tudo e todos…

Notícia do The Telegraph – Portugal next as EMU’s Máquina Infernal keeps ticking
Notícia do Sol – Portugal e Irlanda são casos muito diferentes, diz comissário
Notícia do Sol – Mercados prevêem recurso de Portugal à ajuda internacional
Notícia do The Telegraph – Ireland bail-out: Markets brand rescue package a failure due to lack of detail
Notícia do Expresso – Clube da bancarrota: Irlanda sobe ao 3º lugar
Notícias de Apoio:
Notícia da Bloomberg – Most Competitive Economies 2010
Notícia do Jornal de Negócios – Irlanda compromete-se a reduzir défice para 9,25% em 2011
Notícia do Economia & Negócios – Dívida pública da Grécia atingiu 126,8% do PIB em 2009
Notícia do Público – Joseph Stiglitz põe a hipótese de Portugal ou Espanha falirem
Notícia do IOL – Dívida pública total ficou acima de 108% do PIB em 2009
Notícia do Público – Portugal vai ter o maior défice externo da OCDE no próximo ano

%d bloggers like this: