O Carnaval no Cortejo dos Loucos

Uma conspiração com um revestimento de prata. A secreta “rede de especialistas” de Wall Street. BPN: Governo tentou esconder perdas mas a UE não permitiu. Censos “escondem” os falsos recibos verdes. Banco Central Europeu quer “despachar” as obrigações dos PIIGS. Subida dos juros castiga ainda mais as famílias. Tudo somado, há 70% das famílias portuguesas em risco.

Lembro-me de há cinco anos ter começado a afirmar que estava na altura de se  começar a investir no ouro. Na época, o seu preço estava aproximadamente nos 750 dólares a onça e hoje está aproximadamente a 1.450 dólares a onça. Poucos investimentos, em tão pouco tempo, teriam duplicado em lucro… (digo eu)
Desde meados do ano passado comecei a aconselhar (aos amigos) a compra de prata, porque (finalmente) foi intentada uma acção judicial por manipulação contra a JPMorgan, e a sua cotação começou a disparar, e digo mesmo que poderá crescer até níveis “do outro mundo”…

Eis os porquês de tal estar a acontecer pelas palavras de um meio de comunicação generalista… situação extremamente rara porque aborda o tema de modo fracturante para os meios casineiro e bananeiro…:

(…)como explicar o preço da prata? Nos últimos seis meses, o preço da prata aumentou quase 80%, até mais de 34 dólares a onça de aproximadamente 19 dólares a onça. Apenas no mês passado, o seu preço aumentou quase 23%.
In The New York Times

Portanto, a prata está a “estoirar”. Em seis meses, quem investiu em prata, viu o valor do seu investimento quase duplicar.
Venham de lá os certificados de aforro, as contas a prazo, os investimentos na bolsas… venha o que vier, os lucros comparados com o investimento na prata serão “peanuts”…

E porque está a prata a “estoirar”?

(…)o preço da prata disparou depois de um delator ter exposto uma alegada conspiração para manter os preços artificialmente baixos, mesmo com as pressões inflacionárias do dinheiro barato da Reserva Federal. (Alguns suspeitam até que a própria Reserva Federal esteve por trás da tentativa de manter baixos os preços da prata, como medida para sustentar um valor do dólar artificialmente mais elevado.) (…)
No entanto, o mais intrigante é que grande parte desta especulação se apresenta como altamente plausível.
In The New York Times

O que começou como uma dita teoria da conspiração está a ganhar contornos de realidade no preço da prata, e de forma mais mais significativa, digo eu, está a ganhar contornos de realidade nas análises dos analistas que têm direito a ter voz nos meios de comunicação para as massas.

Só o facto de estes analistas, ou pseudo analistas, consoante a análise que cada um faça das suas palavras, estarem a colocar em causa a idoneidade de uma instituição que quase podemos intitular de “a casa mãe da banca mundial”, é algo quase verdadeiramente inusitado.

Mas que especulação é essa que está a impulsionar o preço da prata?

Quando a JPMorgan Chase comprou a Bear Stearns em Março de 2008, herdou a enormíssima aposta da Bear Stearns de que o preço da prata iria cair. Com o passar do tempo, foi aumentando a aposta, e depois no mercado entrou o banco internacional HSBC  com o mesmo estilo de aposta. Estas acções “depreciaram significativamente o preço da prata.”(…)
In The New York Times

Antes de mais, gostava de salientar o uso da palavra “aposta”… Aposta é, infelizmente, a vida da banca nesta sociedade pseudo liberalizada para lucro de uns quantos loucos perversos… (digo eu)…
Portanto, dois dos maiores bancos, ou centro de casineiros, conforme os desejem catalogar, andaram a “brincar” com a prata… assim como “brincam” com quase todos os outros veículos de dinheiro neste mundo…  mesmo com alimentos… e se “bricam” com alimentos é então é quase certo que andem a “brincar” com a prata.

Esta manipulação foi posta a nu com uma acção judicial movida contra a JP Morgan, facto digno de registo porque foi intentada por um “insider”, um dos seus:

“A conspiração e o esquema foram altamente bem sucedidos, providenciando aos réus substanciais lucros ilegais”, em torno de milhares de milhões de dólares, entre Junho de 2008 e Março de 2010, de acordo com o processo crime. O processo afirma que em conjunto a JPMorgan e o HSBC “controlavam mais de 85% das posições comerciais de “short position” em contratos de futuros da prata na Comex, (…) e uma “quota de mercado de 90% de todos os contractos de derivados de metais preciosos, excluindo os do ouro.”
In The New York Times

Será coincidência terem sido estes dos bancos que maior crescimento nos lucros apresentaram no mundo?
Terão estado apenas distraídas as instituições que deviam controlar(?) os mercados e que existem para evitar(?) abuso na acumulação de matérias-primase manipulação dos mercados?
Estas são daquelas coincidências, não é verdade, e daquelas distrações, não é? Pronto… coincidências apenas… distracções… apenas… apenas palheta…

E como funciona\funcionava essa manipulação?

A JPMorgan andava a gabar-se do dinheiro que estava a ganhar “como resultado da manipulação”, que exigia “o inundar do mercado” com “short positions” sempre que o preço da prata começava a subir. (…) Os negociantes da JPMorgan’s mantinham dessa forma o preço da prata artificialmente mais baixo.
In The New York Times

Manipulação… o mesmo que cria as bolhas da loucura financeira que acabam invariavelmente por rebentar no colo dos Zé Povinhos deste mundo! Enquanto eles… vão de iate passar férias na sua ilha grega…

Estarão os poderres bananeiro e judicial a fazer alguma coisa em relação a este tipo de conduta?

Passados dois anos e meio, a investigação da Comissão Futurs Trading ainda não chegou a uma conclusão, e pelo menos um dos comissários – Bart Childon – pensa que depois de entrevistar mais de 32 pessoas e rever mais de 40.000 documentos, diz já ter havido investigação a mais e acusações a menos.
In The New York times

Sim estão a fazer algo… o mesmo que se vê quase sempre em relação aos crimes de colarinho branco… estão a fazê-lo desvanecer no tempo da memória, com acções que raramente conduzem a algo mais que apenas comissões para investigar o que não desejam que seja realmente investigado… quase um jogo de “faz-de-conta que estamos a investigá-los”…
(Muito mais informação há no artigo do New York Times)

E das poucas vezes em que o mundo bananeiro e judicial aprofundam realmente um pouco mais os meandros da vida dos casineiros, e isso chega ao conhecimento do Zé Povinho, acabamos (todos) por ter de mergulhar dentro da lama deles, na porcaria e na insanidade das suas acções, na demência e no seu incontrolável vício!

Talvez as palavras de Danielle Chiesi nos ajudem a compreender um pouco melhor o seu mundo, o mundo dos “eles”:

A antiga analista de fundos de investimento, comparou o insider trading a ter um orgasmo, admitindo ter lucrado pessoalmente quatro milhões com as transacções ilícitas.
In The Guardian

O vício… o descontrolo… a loucura… a insanidade, tudo isto de mãos dadas com os poderes banananeiro e judicial que cada vez mais aparentam andar de caso na cama do casino das loucuras. E enquanto se deleitam na cama dos prazeres, o mundo vai sendo corroído no seu âmago…

Será diferente no bananal de Portugal?

O governo tentou diluir em vários anos as perdas para o Estado resultantes da nacionalização do Banco Português de Negócios (BPN), soube o i. E chegou a conversar com o Eurostat, o organismo da União Europeia (UE) que fiscaliza as contas dos estados-membros sobre esta hipótese.
A estratégia permitiria suavizar o impacto nas contas do Estado e ganhar tempo para recuperar perdas potenciais e reduzir o prejuízo. No entanto, o cenário acabou por não passar nas conversas com o Eurostat.
In Jornal I

As mesmas jogadas, os mesmos estratagemas, as mesmas ilusões para tentar alterar o numerário para que este fique mais de acordo com as suas pretensões, desvirtuando a realidade e criando bolhas que mais tarde ou mais cedo irão estoirar invariavelmente no colo do Zé Povinho. O mesmo tipo de manipulações… o mesmo tipo de vícios!!!
Isto dá aso a uma questão: Porque hão-de os bananas querer julgar as acções dos casineiros se eles próprios assumem o mesmo tipo de forma de estar na vida?
Massa do mesmo pão, farinha do mesmo saco!

“É esconder completamente e impedir que se saiba a realidade dos falsos recibos verdes. Quando saírem os resultados dos censos vai dizer-se que existem x trabalhadores por conta de outrem, quando o que sabemos, à partida, é que neste miolo estarão milhares de falsos recibos verdes identificados como trabalhadores por conta de outrem”
In Jornal I

Mais um exemplo de como a verdade é constantemente escondida debaixo do tapete da vergonha, pois a saber-se a verdade vir-se-ia a saber que seria o Estado o maior prevericador. Defender o Zé Povinho é que não, certamente… digo eu… e isto é apenas mais uma gota no oceano de pequenas e grandes injustiças a favor de uns muitos poucos e a desfavor de muitíssimos mais!
Será na defesa dos seus “mais que tudo”, dos seus queridinhos?

Talvez por isso, e não só, ficámos a saber que o Banco Central Europeu quer ver-se livre dos 77 mil milhões de dívida que comprou, em menos de um ano, aos PIIGS – Portugal, Irlanda, Itália, Grécia e Espanha – e passá-los para o fundo de apoio ao euro.
Sabem quem paga o fundo de apoio ao euro?
Os Zé Povinhos da Europa.
Portanto, será o bolso dos Zé Povinhos da Europa a ter de pagar MAIS 77 mil milhões de euros de algo que, digo eu, de ajuda irá ter muito pouco, para que dessa forma os casineiros que andaram a brincar às dívidas dos Estados não venham a ter prejuízos directos…
Mais uma vez a natureza simplesmente anti-social desta raça de homens predadores e sanguinários… e a verdadeiramente bajuladoura e subserviente dos bananas…
Como acham que irá terminar esta história dos 77 mil milhões?
Para mim, e com muito poucas dúvidas em relação a isso… com o Zé Povinho a arcar com o fardo…

O mesmo Banco Central europeu que diz agora ter de subir as taxas de juro para controlar a inflação.
Ora bem, nem mais, um dos principais responsáveis pelo ecolodir desta inflação no mundo, através dos milhares de milhões injectados em forma de pacote de ajuda à banca, e não só, vem agora dizer que irá ajudar a controlar essa mesma inflação por si gerada. Inflação que tem ajudado a tirar o pão da boca de muitos, irá agora ser combatida com acções que irão ajudar a tirar ainda mais pão da boca de muitos mais.
Pode parecer mentira, ou um contra-senso, mas infelizmente:

Se o Banco Central Europeu (BCE) aumentar a taxa de juros de referência para a Zona Euro já em Abril, como sugeriu Jean-Claude Trichet na semana passada, as famílias e as empresas portuguesas vão ser das mais castigadas da União Europeia (UE).
In Correio da Manhã

Portanto, arranjam soluções para controlar os danos das suas próprias acções, como salvadores chegados num cavalo branco…. isto só é possível num mundo a viver num carnaval…
Merece uma pergunta.
Sabiam eles que isto caminhava para aí?
Desengane-se quem pensar o contrário…
Lucraram com a crise e irão continuar a lucrar com a crise!

E quem paga?

As premissas são simples, mas negras. 1. Em Portugal praticam-se salários baixos face aos pares europeus, num fosso que não pára de crescer. Segundo dados da Direcção-Geral dos Impostos, preenchem-se em Portugal 4,7 milhões de declarações de rendimentos por ano. Segundo esta fotografia global de “quem ganha quanto”, os desequilíbrios são evidentes: há 3,3 milhões de agregados (70% do total) que declaram um ganho médio mensal bruto igual ou inferior a 1200 euros e, nestes, há 2,7 milhões de famílias com rendimentos brutos mensais inferiores a 800 euros – ver gráfico nas páginas anteriores. Tudo isto atira para um ganho médio bruto anual de 18 mil euros por agregado em Portugal – daí os 1200 euros brutos/mês considerados neste trabalho -, contra os 21,5 mil euros de média em Espanha e os 27 mil euros médios na Europa (segundo estudo da Addeco de 2010). E nestes números não está reflectido o impacto de qualquer medida de austeridade europeia ou portuguesa.
Não fosse esta disparidade salarial um desequilíbrio suficiente, 2. os portugueses têm às costas uma carga fiscal que de ano para ano fica mais pesada e distante da praticada na Europa, tendo ainda 3. de “aturar” custos obrigatórios – luz, por exemplo – acima da média europeia e 4. apoios sociais agora em mínimos históricos.
In Jornal I

Os mesmo de sempre! O Zé Povinho!

Conclusão:
A prata da casa dos casineiros está a soldo por preços bem inferiores aos de mercado… mercado que é regado por um bando de bananas que está a soldo da prata da casa dos outros… por isso escondem as mentiras das suas verdades em papelinhos de cor de carnaval… e no carnaval do casino ocidental, o BCE procura desesperadamente passar a outros os papelinhos com as cores dos “porcos”… e aos olhos deles, casineiros e bananas, os “porcos” somos nós, os párias somos nós, mas a verdade é que as máscaras são eles… e por causa das máscaras, mais de 2\3 do Zé povinho português está bem perto de dar o passo em frente na direcção do cortejo dos pobres… e por isso mesmo… pode ser dito que esta é quase apenas uma vida vivida no cortejo de carnaval dos loucos…

Notícia do The New York Times – A Conspiracy With a Silver Lining
Notícia do The Guardian – Wall Street’s secretive ‘expert networks’
Notícia do Jornal I – BPN. Governo tentou esconder perdas, mas UE não aceitou
Notícia do Jornal I – Censos “escondem” falsos recibos verdes
Notícia do Der Spiegel – European Central Bank Wants to Unload PIIGS Bonds
Notícia do Correio da Manhã – Subida de juros castiga famílias
Notícia do Jornal I – Crises. Tudo somado, há 70% de lares portugueses em risco

About minhamosca

Em busca de mais conhecimento

Posted on 08/03/2011, in Artigos, Banca, Corrupção, Economia and tagged , , , , , , , , , , , , , , , , . Bookmark the permalink. Deixe um comentário.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: