A Sopa… da Pedra na Cabeça do Zé Povinho

China volta a subir os rácios de reserva para tentar controlar o excesso de liquidez no mercado. Economia chinesa começa a mostrar sinais de abrandamento. FMI avisa sobre os riscos para o crescimento, mas defende a desvalorização do dólar. O uso do crédito de emergência do BCE continua hoje em alta. Um futuro sombrio, para os bancos alemães. Bruxelas prevê resgate de Portugal em Abril. Estado reduz défice com venda de imóveis a si próprio. Portugal cada vez mais longe dos rendimentos dos países mais ricos.

O que vou escrever é quase uma continuação dos artigos de dia 15 (A inflação e os Homens da Lua) e do de ontem, tantos foram os indicadores e indicações que emergiram hoje nos meios de comunicação generalistas.

Passados apenas 10 dias de ter tomado a última medida para tentar controlar a descontrolada inflação que grassa em chamas na economia chinesa, eis que a autoridade monetária da China obriga, uma vez mais, os bancos sediados no seu território a aumentar o rácio de reserva para 19%… 19%!!!!
Escrito por eles o porquê (meios de informação generalistas):

“O mercado está inundado em dinheiro e é improvável que o Banco Central fique a assistir a isso como um mero espectador”, disse um negociante de um dos bancos estatais sediado em Beijing. “Será apenas a questão de saber que ferramentas irá utilizar (…)”
In CNBC

Desta fez a ferramenta é o aumento das reservas de capital. Há 10 dias foi o aumento das taxas de juro – preço do dinheiro.
Mas antes de continuar…O que é o rácio de reserva?
Explicando de forma simples… é o dinheiro (vivo) que os bancos têm de ter nos seus cofres.
Explicando um pouco tecnicamente… quer dizer que têm de ter em reserva no mínimo 19% do valor total do dinheiro “emprestado”.
Existem muitas formas da banca contornar isso, mas nem me vou alongar por aí porque senão não escreveria sobre mais nada…
Qual o rácio de reserva (capital) exigido na Europa à banca?
É de 4,5% é terá de ser de 6% em 2019.
Na Europa, sistema que melhor conheço, está envolto em tantas artimanhas que me arrisco a escrever que é quase apenas e só um organigrama funcional do que uma acção real.

Como resultado das medidas que estão a ser aplicadas na china, para salvar uma economia em chamas, o motor do mundo a nível de crescimento económico começa a mostrar os primeiros sinais de fadiga… começa a perder velocidade:

O indicador económico que mede a situação futura da economia chinesa deu sinais de queda pela primeira vez desde 2008, destacando assim que a economia de mais rápido crescimento mundial pode estar a dar sinais de abrandamento.
In Jornal de Negócios

Esta é explicação simplista fornecida pelos meios de comunicação para as massas, aquilo que não explicam (nunca) é que o crescimento económico está intimamente interligado com a criação de nova dívida, e que sempre que são tomadas medidas de controlo à circulação de moeda o resultado subsequente é invariavelmente uma contracção do investimento, o que depois se transforma numa contracção do crescimento.
Dívida = Crescimento = Mais moeda = Inflação… pum, pum, pum, pum… um, dois, três, quatro, tudo ligado!
Ah… e não se esqueçam, se a China começar a desacelerar o mundo poderá facilmente entrar em contracção económica…

Enquanto isso, o FMI:

O Fundo Monetário Internacional vai avisar os ministros das finanças do G20, que irá decorrer este fim de semana, dos riscos com que se depara a economia mundial devido ao aumento dos preços dos alimentos e do desequilibrio das finanças públicas, enquanto também irá defender um dólar um pouco mais fraco.
In Buenos Aires Herald

Não se esqueçam que há dias esta mesma instituição aconselhou os países asiáticos, onde se inclui a China, a não controlarem artificialmente o valor das suas moedas, deixando-as valorizar, afirmação que intitulei de dúbia e tendenciosa em favor do dólar americano e das economias ocidentais, e eis que hoje záasss… aí está ela da boca deles: Desvalorizem o dólar!!!! Dólar que é responsável por grande parte da inflação que está a queimar o mundo!
Ao mesmo tempo diz estar preocupada com a inflação que está a escaldar o mesmo mundo… Hmmm… verdadeiramente especial esta instituição… instituição de logros, mentiras e virtudes desvirtuadas… quase única, não fosse ela apenas uma das várias caras da demo-cracia…
Aconselho todos a não ouvirem o que eles dizem e a evitar fazer o que eles desejam!

Continuando… tal como ontem, hoje continuou uma correria desenfreada da banca aos empréstimos do BCE.
Já ontem deixei a pergunta no ar: O que se estará a passar?
Hoje começamos a ter direito a algumas sugestões em formato de resposta:

A concessão emergencial de crédito pelo Banco Central Europeu (BCE) se manteve excepcionalmente elevada pelo segundo dia seguido nesta sexta-feira, aumentando o temor de que um banco da zona do euro possa estar enfrentando sérios problemas de financiamento.
In Reuters

Hmmm… estará algum dos banquinhos queridos dos nossos bananas europeus agarrado à máquina de sobrevivência do Banco dos Endividados?
Hmmmm…
Será que poderá ser um banquinho alemão? (sou eu a mandar massa ao ar…)

Muitos dos maiores bancos alemães continuam com a apoio vital do governo, depois de terem efectuado más apostas durante os anos de desenvolvimento da bolha.
E com o acesso a capital barato há muito perdido, as perspectivas de se tornarem uma vez mais rentáveis são cada vez mais dúbias.
“A fragilidade do sector bancário alemão coloca uma ameaça substancial à sustentação económica da Alemanha”(…)
As autoridade europeias, abertamente frustradas com a falta de celeridade com que a Alemanha tem lidado com estas instituições, avisou que está a chegar o dia do juízo final.
“Não podemos simplesmente adiar este assunto para outro dia”, disse Joaquín Almunia, o vice presidente da Comissão Europeia responsável pelas políticas de competitividade. (…)
In CNBC

Hmmmm… a forte e imperturbável Alemanha poderá ao fim ao cabo andar de rastos… hmmm…
Os próximos tempos irão fornecer as respostas a estas perguntas… talvez…

E agora virando o bico ao pato para Portugal:

“Portugal está a afundar-se e não será capaz de aguentar após Março”, afirma fonte europeia, citada pela Reuters.
In Expresso

Já foram aventadas tantas datas que esta é apenas mais uma… ou… ou não?
Desta vez quem afirma isso não é um banco, um ministro, um economista ou um outro qualquer, quem o disse foi um elemento da estrutura da Comissão Europeia, não foi um qualquer!
Quer dizer que temos aproximadamente mais um mesito de acalmia antes de entrarmos no carrossel das loucuras do FMI e da UE… Aproveitem bem o tempo que resta…

E talvez já em desespero, quem sabe, o Estado volta uma vez mais a copiar as artimanhas financeiras tão queridas e amadas pelos casineiros.
Não é que o Estado teve o descaramento de:

O Estado diminuiu o défice com a venda de imóveis a si mesmo. A empresa pública comprou 393 imóveis cujo valor total ascendeu aos 290 milhões de euros, o equivalente a 0,2% do PIB. Segundo avança o Jornal de Negócios, a Estamo, empresa pública que apoia o Estado na gestão do património imobiliário terá sido fundamental na operação.
In Jornal I

Nem me vou dar ao trabalho de retractar tal inusitada operação, vou apenas tentar passar para a realidade do Zé Povinho o mesmo tipo de acção.
Imaginem que, em caso de aperto financeiro, pegavam , por exemplo, no vosso carro próprio e o vendiam a vocês próprios de forma a cobrir as dificuldades financeiras impostas pelos bananas e casineiros nesta economia… não seria tal solução tão boa e agradável?
Agora na realidade… acham que o Estado iria permitir tal coisa? Se calhar iam parar à prisão por terem cometido um crime de colarinho branco, não é verdade?
E agora imaginem que o Estado volta a vender os mesmos imóveis novamente à Estamo… Não seria esse dinheiro uma vez mais contabilizado como proveitos que iriam ajudar a reduzir o défice? E depois a Estamo voltava a vender ao Estado… e faziam isto vezes sem parar até colocar o défice em -20% do PIB… Descobrimos a pólvora!!! Portugal está salvo!!!!
Enfim… só possível num mundo de faz de conta que infelizmente é cada vez mais real para a vida de alguns e de algumas instituições que influenciam directamente a nossa vida… o mundo pintado ao tom que eles desejam que nós vejamos…

E é um tom tão ilusório que:

PIB per capita português cai nove posições no ranking mundial das economias mais ricas entre 2000 e 2015.
No início dos anos 80, os portugueses estavam na 39ª posição a nível mundial. Conseguiram subir até ao 34º lugar em 1990 onde ficaram até ao ano 2000. A partir daí tem sido sempre a descer. Se as projeções do FMI para 2015 se confirmarem, Portugal será ‘apenas’ o 43º numa tabela liderada pelo Qatar.
In Expresso

Esta é a realidade, infelizmente… esta é a verdade que os bananas andam sempre a tentar pintar em tons mais suaves… e mesmo depois de terem lido o artigo publicado no Expresso, não se esqueçam disto: os valores apresentados não foram ajustados à inflação, porque se o forem, quase aposto, até o numerário per capita é inferior ao da década de 1980… igual ou similar ao que aconteceu nos Estados unidos e reportado no artigo que antecede este.

Conclusão:
Em chamas, a China está em chamas!!!… E os bombeiros estatais despejam toda a água que têm para as tentar apaziguar… E o FMI, que se apresenta sempre como o bombeiro que salva o mundo, é ele próprio mais um dos incendiários… E o BCE lança mais palha para as chamas da vaidade da banca… banca que poderá estar a dançar a última valsa alemã na Alemanha… enquanto isso: Portugal! Portugal! Portugal! As couves de Bruxelas já preparam em lume brando a refeição a ser servida em Março… enquanto por cá se prepara a sopa com batatas que não chegaram a ser colhidas; a chamada sopa da pedrada na cabeça do Zé Povinho…

Notícia do Jornal de Negócios – China volta a subir rácios de reservas dos bancos para refrear inflação
Notícia da CNBC – Window Open for More PBOC Liquidity Tightening
Notícia do Jornal de Negócios – Economia Chinesa dá sinais de abrandamento
Notícia do Buenos Aires Herald – IMF warns of growing risks, would welcome weaker dollar
Notícia da Reuters – Uso de crédito emergencial do BCE tem alta inesperada
Notícia da CNBC – For Germany’s Banks, a Grim Future
Notícia do Expresso – Bruxelas prevê resgate a Portugal em abril
Notícia do Jornal I – Estado reduz défice em 300 milhões com venda de imóveis a si próprio
Notícia do Expresso – Portugal cada vez mais longe dos países mais ricos
Notícia de Apoio:
Notícia da Agência Financeira – Novas regras: bancos nacionais cumprem rácios de capital mínimos

About minhamosca

Em busca de mais conhecimento

Posted on 18/02/2011, in Artigos, Banca, Corrupção, Economia and tagged , , , , , , , , , , , , , , . Bookmark the permalink. Deixe um comentário.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: