O Petróleo, a Economia e os 7%

Subida gradual do petróleo arrisca recuperação económica global. Barril de petróleo nos 120 dólares em 2035. Chavez: Venezuela tem reservas de petróleo para 200 anos. Venezuela comunicou uma queda nas exportações de 6% em 2010. Portugal pode suportar temporariamente juros acima de 7%. Execução Orçamental indicia que o governo não terá conseguido défice abaixo dos 7,3%. Crédito mundial deve duplicar nos próximos 10 anos.

O crescente preço do petróleo está a pressionar a economia mundial. Este é um conceito que os meios de comunicação, e os analistas a quem eles dão voz, estão a usar para justificar as crescentes preocupações com o futuro do ano de 2011 e seguintes. Embora esta questão seja uma realidade efectiva, há um pozinho mágico que está a ser ignorado, seja por desconhecimento, por incompetência, ou por ser melhor não tocar no assunto sob pena do Zé Povinho ficar a compreender melhor como funciona o sistema que o (des)governa.
O pozinho mágico tem por nome Crescimento Exponencial.

O que é o Crescimento Exponencial?

Na matemática, o crescimento exponencial (ou geométrico) ocorre quando a taxa de crescimento de uma função é sempre proporcional ao tamanho actual da função. Este crescimento é dito seguir uma lei exponencial (mas veja também o modelo de crescimento Maltusiano). Isso implica que para qualquer quantidade crescendo exponencialmente, quanto maior a quantidade existente, mais rápido crescerá.
In Wikipédia

Como funciona isso na economia?
É simples. Imaginem que o petróleo está a 100 dólares o barril (está já lá bem perto, nos 96) e que o preço do barril irá aumentar 7% ao ano (constante) durante os próximos 10 anos. Quanto irá custar um barril de petróleo em 2020? (Os resultados estão arredondados para facilitar a compreensão)
2011 – 100 + 7% = 107
2012 – 107 + 7% = 115 — + 8
2013 – 115 + 7% = 123 — + 8
2014 – 123 + 7% = 132 — + 9
2015 – 132 + 7% = 141 — + 9
2016 – 141 + 7% = 151 — + 10
2017 – 151 + 7% = 162 — + 11
2018 – 162 + 7% = 174 — + 12
2019 – 174 + 7% = 187 — + 13
2020 – 187 + 7% = 200 — +13
Portanto, um barril de petróleo irá em 2020 custar 200 dólares caso o crescimento médio do preço seja igual a 7% ao ano. Portanto, um crescimento de 7% durante 10 anos é sempre o mesmo de se dizer: aumento para o dobro.
Estas contas de crescimento exponencial aplicam-se a TUDO o que é referido como crescimento no nosso sistema económico, seja o crescimento da população, da dívida, do consumo, etc… TUDO!

A extrema dificuldade das pessoas comuns em compreender o que representa 7% de crescimento é algo absolutamente limitador da sua capacidade de análise do mundo que os rodeia. Mais grave ainda é o silêncio dos meios de comunicação e dos seus pseudo analistas que ignoram quase sempre esta questão, que é tão só a mais importante para se poder compreender o sistema e o futuro que esse sistema nos reserva para o futuro.

Com esta (nova) noção sobre qual o real significado de crescimento exponencial (%) na economia podemos então analisar mais consistentemente as palavras de Nobuo Tanaka, secretário-geral da Agência Internacional de Energia:

O director executivo da Agência Internacional da Energia, Nobuo Tanaka, admite uma evolução em alta do preço médio do petróleo até 2035, altura em que ficará nos 120 dólares por barril.
In Expresso

Portanto este senhor, que nos é dito ser um especialista na matéria, disse que o preço do petróleo irá crescer menos de 1%  ao ano durante os próximos 25 anos!!!!! (96 dólares hoje e 120 em 2035 – diferença de 24 dólares)
Mesmo que tal fosse possível, o que dizer que durante as próximas décadas a inflação irá crescer menos de 1%!!!!!! SÓ EM SONHOS!!!!!
Quem quizer acreditar em alguma das suas palavras passadas, presentes ou futuras, faça favor, mas eu escrevo com todas as letrinhas: ESTE SENHOR MENTE COM TODOS OS DENTES QUE TEM, ou então não percebe nada de nada do assunto, e ele é um dos expoentes máximos da entidade internacional que controla a economia das energias do mundo!!!!!!!!!!!!!!!!!
Podemos confiar neles????
Eis o que diz a OCDE:

O ano passado foi relativamente estável até Setembro, altura a partir da qual os preços subiram cerca de 25 por cento.
In Público

Portanto, andam a querer vender-nos que o petróleo irá custar 120 dólares por barril em 2035, crescendo o preço menos de 1% ao ano, quando em meses o preço do barril de petróleo subiu 25%!!!!!!
Um pouco mais de honestidade e brio é essencial para o nosso futuro, e se nós, Zé Povinho, não exigirmos isso das entidades responsáveis elas irão continuar a brincar connosco e com o nosso futuro!

Munidos da noção do que realmente significa 7% de crescimento na economia, analisemos então as palavras de Hugo Chavez para o seu povo, para a comunidade internacional e para os Zé Povinhos do mundo:

O ministro da Energia da Venezuela, Rafael Ramírez, revelou ontem que as reservas petrolíferas certificadas do país ascendiam a cerca de 297 mil milhões de barris no final de 2010 (…)
Visivelmente satisfeito, Hugo Chávez afirmou que “a Venezuela tem reservas de petróleo para mais de 200 anos”.
In Diário Económico

Antes demais, para quem tiver logo a tendência de desvalorizar este tipo de afirmação porque é de Chavez, pensem nas palavras que escrevi acima do director executivo da Agência Internacional da Energia e façam a comparação. Podiam muito bem ser palavras da AIE.
Peguemos então nos números avançados pela Venezuela e façamos uma simples comparação com o consumo diário de petróleo nos Estados Unidos para conseguirmos “apalpar” se a quantidade de petróleo disponível na Venezuela é assim tão duradoura:
Reservas da Venezuela (conforme o proclamado) – 297 mil milhões de barris – 297.000.000.000
Consumo diário de petróleo nos Estado Unidos – 18.771.000 (maior consumidor mundial – 25% Fonte AIE)
297 mil milhões a dividir por 18,771 milhões de barris por dia é igual a 15.823 dias de consumo apenas dos Estados Unidos, o equivalente a aproximadamente 43 anos.
Só fazendo contas usando os estados Unidos como referência conseguimos comprovar que as reservas venezuelanas de petróleo não irão durar 200 anos ao ritmo actual de consumo. E se contabilizarmos o consumo no mundo inteiro?
As reservas (proclamadas) cobrem o consumo actual do mundo durante aproximadamente 10 anos.
Portanto, 200 anos só é possível se a Venezuela deixar de exportar petróleo para o resto mundo, é a única forma das reservas durarem 200 anos.
P.S: Nem abordei a qualidade do petróleo das (proclamadas) reservas venezuelanas, nem destes números foi retirada a quantidade de energia que é usada (barris de petróleo) para extrair o petróleo do solo. Mas deixo uma dica, todo o petróleo de alta rentabilidade que existia no mundo já foi explorado ou está no final de vida de exploração. 99% das reservas que estão por explorar são reservas de petróleo de baixa qualidade ou de rentabilidade muito mais reduzida (offshore), onde a rentabilidade baixa de 100 barris extraídos por cada barril de petróleo usado na extracção para (até) 3 barris extraídos por cada barril usado para a extracção. Também não contabilizei aqui o crescimento exponencial do consumo necessário para sustentar o tão proclamado crescimento da economia mundial. Façam as vossas contas e vejam lá quantos anos “sobram” dos 10 anos para o consumo mundial…

E como Chavez nos diz que as reservas na Venezuela irão durar para 200 anos, nada melhor que analisar os números das exportações venezuelanas de petróleo:

As exportações de petróleo da Venezuela caíram 6% em 2010 para 2,32 milhões de barris por dia, quando comparado com a ano anterior, isto de acordo com os números apresentados pelo membro sul americano da OPEP.
In Reuters

Pois é, se calhar a verdade é bem distinta das palavras e passos de mágica que querem vender ao mundo, sejam eles líderes déspotas ou as instituições internacionais.
A verdade e a realidade é que o cenário é bem mais negro e muito menos brilhante do que o proclamado pelo mundo das altas patentes mundiais. Para isso basta utilizar as contas do crescimento exponencial da economia, e quanto mais petróleo necessita esse crescimento económico, para se chegar facilmente à conclusão que o mundo terá de crescer abaixo de 1%, ou mesmo contrair, porque manter uma taxa de crescimento médio anual da economia mundial acima de 4,5% significa que nos próximos 15 anos o consumo mundial de petróleo irá ser aproximadamente o DOBRO, o petróleo extraído do solo terá de ser o DOBRO (no mínimo), o investimento em novas reservas de petróleo terá de ser o DOBRO, e talvez o número de poços de petróleo tenham de ser o DOBRO do número actual dada a qualidade inferior do petróleo que ainda está por extrair… e isto analisando apenas o consumo de petróleo… nem falo noutras matérias primas…
Se acharem que tal é exequível, façam favor…

Passando agora para Portugal e depois de tudo o que foi escrito e descrito sobre o significado de um crescimento de 7%, o que acham do valor dos juros que são cobrados a Portugal?

A agência de notação financeira considera que Portugal pode suportar temporariamente taxas de juro de 7% para colocar dívida.
In Diário Económico

O que acham?
Talvez 6,7% seja um pouco melhor… lol
Será 3,5% sustentável?

E o que acham do objectivo do défice português ter sido miraculosamente cumprido nos 7,3%?
O que acham?
O que acham de um défice médio anual de 4,5% durante a última década?
É sustentável?

E que tal ficarmos a saber que o crédito mundial irá duplicar na próxima década, o que significa um crescimento de 7% ao ano?
Como irá o mundo pagar um crescimento de 7% ao ano de nova dívida????

Conclusão:
O petróleo está em alta e a economia começa a preparar outra baixa médica… e a Agência Internacional de Energia, já com pouca margem de manobra, receita paliativos de modo a tentar que a doença se cure por si só… e países produtores que inventam curas para a maleita que na sua essência são mais que banha da cobra… e em Portugal andamos num 7, número que reflecte melhor a nossa realidade que o 8… 7 que representa para nós, para a Europa e para o mundo o DOBRO… dobro do consumo, dobro da dívida, dobro do desespero, dobro dos pobres… dobro…
Sabem meus caros, o próximo dobro do nosso mundo poderá ser apenas um conto de fadas… um sonho…
Bons sonhos…

Notícia do Público – Subida consecutiva do petróleo arrisca recuperação económica global
Notícia do Expresso – Barril do petróleo nos 120 dólares em 2035
Notícia do Diário Económico – “Venezuela tem reservas de petróleo para 200 anos”
Notícia da Reuters – Venezuela says oil exports fell 6 pct in 2010
Notícia do Diário Económico – Portugal pode suportar temporariamente juros de 7%
Notícia do Público – Execução orçamental indicia que Governo não terá conseguido défice abaixo de 7,3%
Notícia do Dinheiro Digital – Crédito mundial deve duplicar nos próximos 10 anos

About minhamosca

Em busca de mais conhecimento

Posted on 21/01/2011, in Artigos, Banca, Economia, Energias. Bookmark the permalink. Deixe um comentário.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: