Com o Funeral à Porta

Défice da Irlanda atinge os 32%. Juros da dívida de Portugal baixam mais que da Irlanda. Crise irlandesa abana a Europa. A ira dos irlandeses é o sabor da vida depois dos cortes. Políticos islandeses têm de fugir de protestantes irados. Corte nos salários do sector público empresarial é ilegal. Governo altera o código do trabalho para cortar salários.

Hoje vou “fugir” um pouco do cerne do tema do momento, as medidas de austeridade que vão ser aprovadas no orçamento para 2011, e mostrar outro lado da mesma crise, lado esse que anda a ser engolido pelas notícias do que se passa em Portugal.

A Irlanda.
A Irlanda tem sido a companheira de Portugal no que diz respeito à crise das finanças públicas e no défice excessivo.
Ontem e hoje ficámos a saber que o défice irlandês para este ano será na melhor das hipóteses de 32%… 32%!!!!!!!!!!!!!
32% representa 1\3 de toda a riqueza gerada por lá em 2009.
Depois de quase um mês de um silêncio quase sabático em relação à Irlanda os meios de comunicação mundiais tiveram de voltar a mostrar um pouco mais da realidade quase inacreditável de um país em auto-destruição motivada pelos senhores do costume: BANCA!
A história dessa História está por aqui: E se a Grécia for a Irlanda e Esta o Mundo? e A Irlanda e o Fim da Linha
É quase inqualificável o comportamento dos políticos “bananas” que grassam na sociedade moderna. Preferem conduzir à ruína o seu país a deixarem falir um banco. Para quem ainda tenha dúvidas de e para quem trabalham estes políticos “bananas”, basta ver a realidade da Irlanda… e para quem gosta de acreditar que em Portugal é diferente, que na Europa é diferente, que nos países do mundo desenvolvido é diferente, só lhes consigo desejar muito boa sorte…
32%!

Bem e como a Irlanda é mesmo a melhor comparação com Portugal, vamos tendo direito à beleza artística dos nossos meios de informação e a sua capacidade de pintar de cor-de-rosa aquilo que de rosa não tem nada.
Hoje o jornal Público teve o descaramento de publicar uma noticia com este título absolutamente recortado de um sonho que na realidade é um pesadelo monumental. Eles por vezes nem conseguem reparar nas estupidezes que escrevem, ora vejam lá:

Juros da dívida de Portugal baixam mais do que juros da Irlanda

In Público

Sabem que esta notícia sobre o défice de 32% da Irlanda saiu quase em simultâneo com a divulgação das medidas de austeridade que vão ser aprovadas no Orçamento de Estado para 2011?
Sabem que os juros para Portugal já estavam marginalmente abaixo dos da Irlanda e agora estão em 6,377% em comparação com 6,599% na Irlanda?
Acham que os mercados responderam às diferenças abismais de notícias entre Portugal e a Irlanda?
Pensem só nisto. Imaginem que seria Portugal a apresentar um défice de 32%, como acham que estaria a comparação dos juros da dívida pública entre Portugal e a Irlanda? Acham que a diferença seria assim tão marginal?
O que nos dizem os mercados internacionais?
Que a Irlanda mesmo tendo um défice de 32% é quase tão fiável como Portugal que irá apresentar um défice, dizem eles, de 7,3% – menos 24,7%!
Onde está o cor-de-rosa da comparação entre Portugal e a Irlanda? Onde?
Bem sei que não é fácil encontrar pontos positivos na actual conjuntura para amaciar a mente do Zé Povinho, mas pelo menos façam um pouco mais de esforço para não se tornarem ridículos…

Portugal é quase tão insignificante que em nenhum meio de comunicação social encontrei algo ou alguém a falar sobre a quase inacreditável proximidade dos juros cobrados a Portugal e à Irlanda, quando os seus cenários económico são monumentalmente diferentes.
Continuamos a ouvir dizer que os 50 mil milhões de euros injectados pelo governo irlandês até ao momento são muito mais perigosos para a Europa do que o caso português. Mas então qual a razão dos mercados internacionais não revelarem isso nos juros?
Deixo esta pergunta no ar porque nos próximos tempos iremos começar a ter respostas para ela… de certeza…

E uma nova onda está a ganhar força na Europa: os protestos sociais estão a transformar-se em convulsões sociais… que simpaticamente são usualmente apelidadas pelos meios de comunicação social como protestos.
Já todos(?) sabem o que se passa na Grécia… mortos. Anteontem, em Espanha, durante uma greve geral, mortos. Na Islândia os políticos têm de fugir dos manifestantes porque já deixaram de ser “mansinhos”. Na Irlanda a calma está a dar lugar à ira, e como todos sabemos o IRA ainda é uma lembrança muito recente.
O que acham que poderá vir a ser o Portugal social daqui para a frente? Irá ser diferente? Irão os portugueses manter a calma?
Estaremos cá para assistir.

E fazendo um pouco de futurologia, como acham que irá reagir o Estado se for violentamente confrontado e colocado sobre pressão, principalmente colocado em causa o status quo de algumas instituições e políticos “bananas”?

Por acaso hoje até tivémos acesso a uma pequena demonstração de como poderão vir a tentar resolver essas contrariedades.
O Estado como quer baixar os ordenados dos empregados públicos das empresas do Estado, e como isso é ilegal por lei, não vai de modos e altera a lei à pressa de forma que isso passe a ser exequível.
Poderia ficar aqui a escrever linhas sobre a superficialidade dessa acção, mas quero falar sobre ela de forma mais profunda.
As leis só são benéficas para a sociedade quando são feitas para defender a sociedade. Quando as leis passam a ser instrumentos políticos deixam de ser leis e passam a ser veículos de propaganda. Este tipo de veículos de propaganda são uma das armas de todos os Estados não democráticos.
Um dos maiores perigos que enfrentamos actualmente é o da degradação da acção das leis que regem a nossa sociedade, podendo estar a ser desenvolvidas para defender uma pequena minoria em desfavor da maioria, ou seja, beneficiando uns mais que outros. (Acho que já sabem quem são os “uns”…)

Então vou fechar este artigo dando um exemplo estúpido de como o status quo “político-bananeiro” pode transformar uma das suas acções primordiais numa das coisas mais banais e perigosas de forma a defender os seus interesses:
Se por acaso a Assembleia da República aprovar que é proibido usar camisolas amarelas, todos os que usarem camisolas amarelas serão criminosos.
A linha que separa um Estado democrático social de um demo-crático é mesmo muito ténue, e caso tenham achado que o exemplo que dei é estúpido demais, lembrem-se da proibição imposta em França ao uso do véu por parte das mulheres muçulmanas…
Sabem a estupidez é parte integrante da mentalidade da nossa sociedade, por isso…

Ai, como o mundo é tão complicadamente simples…

Notícia do OJE – Défice irlandês atinge 32% com resgate bancário
Notícia doPúblico – Juros da dívida de Portugal baixam mais do que juros da Irlanda
Notícia do The Wall Street Journal – Irish Crisis Shakes Europe
Notícia do The Wall Street Journal – Is Europe Heading Back to the Brink?
Notícia do Buenos Aires Herald – Ireland faces ‘horrendous’ bank bill
Notícia do The Guardian – Iceland’s politicians forced to flee from angry protesters
Notícia do The Guardian – Ireland’s anger a taste of life after cuts
Notícia do Jornal de Negócios – Corte dos salários no sector público empresarial é ilegal
Notícia do Jornal de Negócios – Governo mexe no Código do Trabalho para cortar salários
Notícias de Apoio:
Notícia da BBC – Protestos na Grécia deixam três mortos
Notícia do Jornal de Notícias – Nove feridos e tiros para o ar em confrontos nos arredores de Madrid
Notícia do Público – Protestos de rua na Islândia acabam em violência
Notícia da BBC – Senado da França proíbe o uso de véus islâmicos em público

About minhamosca

Em busca de mais conhecimento

Posted on 02/10/2010, in Artigos, Banca, Bélico, Corrupção, Economia and tagged , , , , , , , , , , . Bookmark the permalink. Deixe um comentário.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: