E Tubarões aos Magotes a Meterem a Cabeça de Fora

Presidente do BCP aplaude medidas do governo. Patrões contra a redução dos benefícios fiscais. Bancos retiram clausulas abusivas no crédito à habitação. Bancos vão dar contribuição ao Estado com novo imposto. “Dormi mal, mas se não tomasse as medidas não era capaz de dormir”. “Medidas decididas com um aperto no coração”. Políticos são como o vinho, e de momento não prestam. Europa puxou as orelhas ao governo. Eurogrupo defende mais medidas “ambiciosas”. BCE, Comissão Europeia e Eurogrupo aprovam as orientações do governo. Ministro das Finanças anuncia mais reformas estruturais. Governo espera crescimento de 0,5% para o próximo ano. Economia volta a entrar em recessão já este ano. Economia portuguesa em risco de ficar em recessão até 2012. País mudou de regime com as medidas de ontem

Está lá? Está aí alguém? Hei! Alguém?
Magotes! Magotes deles!

Hoje as “bestas” vieram quase todas à babuje… umas mais tristes(?) e outras muito felizes… são como tubarões que se alimentam das carcaças dos pobres que começam a desvanecer aos magotes…

O primeiro dos tubarões de colarinho branco a mostrar os seus dentes de fome foi o Presidente do BCP, que diz estar muitíssimo feliz com as medidas adoptadas pelo Estado português… tal qual um animal raivoso que caça sempre na sombra e que se alimenta das carcaças dos mais fracos, esta “besta” só poderia estar nas nuvens a gozar um dos dias mais felizes da sua vida. (Isto é um exagero, mas é o que me vai na alma e servirá de tom para todo o artigo)

Carlos Santos Ferreira considera, por isso, que a opção política foi “escolher o menor dos males”, mas já que se assumiu o risco agora há que “manter o rumo, tentar ultrapassar rapidamente esta fase que vai ser uma fase dura para as pessoas e tentar partir para um novo período de crescimento económico e de mais emprego”.

In Dinheiro Digital

Acham normal alguém regozijar-se com o momento que o país está a enfrentar, principalmente quando ele é um dos responsáveis directos por grande parte do que estamos a enfrentar? Acham isso normal? Para mim é apenas o confirmar da anormalidade mental das “bestas”!

E claro, logo hoje, os bancos anunciam a retirada das clausulas abusivas que tinham nos créditos à habitação…
Acham que este timing foi apenas uma coincidência? Se acham que sim… pode ser que um dia achem um pote de ouro no fim do arco-íris.

E o nosso amado e estimado Primeiro-Ministro diz que os bancos também vão dar uma contribuição ao Estado com um novo imposto.
Opá – desculpa-me estar a tratar-te nestes termos – mas nós, o Zé Povinho, já não lhes demos milhares de milhões de euros para os meninos brincarem aos casinos?
Opá, que tal exigir de volta todo o dinheiro que lá foi enfiado e que conduziu (mais depressa) o país até este ponto?
Opá. estou para ver que esse tão afamado futuro imposto – quando todos os outros já aumentaram – irá ainda ter uma clausula que dirá que os meninos bancos, depois de acalmadas as hostes do Zé Povinho, ainda irão ter direito a mais benefícios fiscais… (é apenas o meu dedo mindinho a tilintar)

Ui… e então os patrões que aparecem a nadar na costa a dizer que a redução de benefícios fiscais é uma injustiça.

Associação Empresarial de Portugal, a Associação Industrial Portuguesa e a Confederação da Indústria Portuguesa referem que «não podem concordar com a redução de benefícios fiscais», que, a seu ver, «se justificam enquanto instrumentos de incentivo à competitividade».

In Dinheiro Digital

Mas contem-me lá que incentivos à competitividade foram realmente atingidos por esses benefícios fiscais. Que benefícios temos tido nós, Zé Povinho, de todos os benefícios que foram e são dados à banca? Mais crises financeiras? O aumento de mais impostos para pagar os pacotes de estímulo que estimularam apenas o acelerar em direcção do abismo de Portugal? O quê de positivo têm para mostrar para além de uma folha salarial cada vez mais minguada?
Mas claro, estes também bateram palmas a todas as outras medidas. Porque será?

E temos os nossos políticos “bananas” mais bananas que o normal… Um diz que já mal dormia e o outro que anda com um aperto no coração.
Sabem quem irá ter dificuldades em dormir porque terá de contar os tostões para ver se terá pão até ao fim do mês? Sabem que andará com o coração na mão por ter cada vez menos e ver que os que mais têm continuam a cada vez ter mais? Sabem? O Zé Povinho!
Mário Soares, patriarca da classe dos “bananas” portugueses teve hoje uma tirada que tenho de lhe tirar o chapéu:

“A Europa, infelizmente, está em decadência.”
“Fundamentalmente está por falta de lideranças europeias a sério. Eu penso que os políticos são como os vinhos. Não sabemos porquê. Há boas épocas em que o vinho é esplêndido e outras épocas em que o vinho não presta. Nesta altura nós temos políticos que não prestam.”

In Destak

Qual vinho qual carapuças! Olhem lá bem para baixo da mesa e vejam lá quem anda feliz com tudo isto… vejam bem… vejam bem que mais ganha com tudo isto… vejam bem…
Crise de 2008, pagámos à banca e eles ficaram felizes. Crise de 2009, pagamos nós pelo que pagámos à banca e eles ficam felizes. Há uns que ficam sempre felizes com as desgraças alheias, e são sempre os mesmos… coincidências? Só se for na cochinchina!

Ah!!!… Mas há mais tubarões que se vieram alimentar à babuje…
O Eurogrupo, o BCE e a Comissão Europeia estão felicíssimos da vida porque o Zé Povinho português terá de pagar com a sua fome os desvarios de uma classe de “bananas” e casineiros que andaram a brincar aos monopólios. E ainda… ficamos a saber que deram “tau-tau” ao governo português porque estava a demorar na adopção de tais medidas draconianas contra o Zé Povinho.

Ai soberania, por onde andas tu? Por onde andas Dom Afonsos Henriques? Quem diria que depois de séculos a lutar por uma pátria ela fosse sendo vendida às postas – talvez de cherne – para uns tubarões que apenas de vez em quando mostram os seus dentes… que são sempre os mesmos e facilmente distinguíveis.
Ah!!!… Mas ainda não são suficientes? Diz o Eurogrupo…
Portugal tem ainda de adoptar mais medidas de forma a estimular a competitividade… Outra vez a história da competitividade… competitividade do quê e de quem?
Ah!!!… Baixar ainda mais os salários, reduzir ainda mais os postos de trabalho, exigir flexibilidade horária e de posto de trabalho de forma a que a economia deles seja competitiva e a do Zé Povinho seja cada vez mais um aperitivo para a ânsia de ganância dos tubarões…
Uiiii!!!… O nosso fantasticamente brilhante Ministro das Finanças já ouviu o repto e ainda hoje disse que Portugal vai ter direito a mais reformas estruturais, nomeadamente no mercado de trabalho… Xiiii, ficou com as orelhas quentes e preferiu ter uma boa noite sem insónias do que ter de enfrentar o terror dos tubarões esfomeados…

E qual vai ser o resultado de tudo isto?
A economia vai voltar a entrar em recessão já este ano, talvez até 2012.
Hmmm… Quem mais ganhou com as últimas recessões? Quem ficou feliz com tal cenário? Hmmm…
Upppsss… mas o nosso fantasticamente brilhante Ministro das Finanças diz que Portugal vai crescer 0,5% em 2011… Ai como é bom sonhar com a carochinha, como é bom viver no mundo da cinderela… Poderá alguém dizer a esse senhor que no sistema económico actual um crescimento abaixo de um ponto percentual representa redução da riqueza gerada num país? Isto se a economia crescer(?) 0,5%…
É óbvio que até o maior leigo consegue perceber que o aumento brutal de impostos vai dar raia… uma raia tão grande que daqui a poucos meses estarei de certeza a falar sobre ela… Sabem a raia é um dos poucos peixes com que o tubarão não se mete…

Vou fechar este testamento à decadência do sistema usando palavras do economista Daniel Bessa:

“Portugal “mudou de regime” anteontem à noite com as medidas de austeridade anunciadas pelo Governo e que também acabaram “alguns tabus”.

In Jornal de Notícias

Regime? Com que então mudou de regime?… hmmm…
Não liguem, deve ser apenas a minha mente maléfica a criar um paralelismo com tempos passados, ele está certamente a referir-se a uma dieta…

“Isto foi o fim de um desvario colectivo em que 10 milhões de criaturas pensavam que se podiam endividar à ordem de dois milhões de euros por dia durante 10 anos sem se preocuparem com as consequências”

In Jornal de Notícias

Criaturas? Com que então criaturas? … hmmm…
Não liguem, deve ser a minha mente a lembrar-me das SS alemãs… não liguem…
Mas deixem-me dizer uma coisinha a esta esta “besta”:
Eu não tenho um cêntimo de dívida! Faz bastantes anos que não compro nada a crédito! 10 milhões? Tu talvez estejas enterrado em dívidas de consciência colectiva!

“Estou “aliviado” porque “alguém confessou um grande pecado e está em paz.”

In Jornal de Notícias

Aliviado? Com que então aliviado?… hmmm…
Sabes uma coisa, a maioria não está aliviada nem só um pouquinho… E sabes outra coisa, tu como economista sabes melhor que a maioria quais as verdadeiras causas para o que se está a passar… não apenas aquelas que são fáceis de apontar, as verdadeiras causas!

E é assim tubarões à babuje com Zé Povinho como alimento… há quem se empanturre e há quem vá passar muita fominha apenas para assegurar um sistema económico que já está totalmente desfasado da realidade, que vive num limbo paralelo de especulação e derivados, e alimentar o status quo de uns quantos tubarões que têm mais fome que barriga…

P.S: Peço desculpa pela “violência” imprimida neste artigo, mas por vezes mais vale falar de alma do que fazer cócegas à consciência…

Notícia do Dinheiro Digital – Presidente do BCP aplaude medidas do Governo
Notícia do Público – Bancos retiram cláusulas abusivas no crédito à habitação
Notícia do Dinheiro Digital – OE2011: Patrões contra redução de benefícios fiscais
Notícia do Dinheiro Digital – PM: bancos vão dar «contribuição ao Estado» com novo imposto
Notícia do Jornal de Negócios – Vídeo: “Dormi mal, mas se não tomasse as medidas não era capaz de dormir”
Notícia do Destak – Sócrates: “medidas decididas com um aperto no coração”
Notícia do Destak – Mario Soares diz que os políticos são como o vinho, e de momento não prestam
Notícia do Jornal de Negócios – Eurogrupo defende mais medidas “ambiciosas” para aumentar competitividade de Portugal
Notícia do Jornal de Negócios – BCE, Comissão e Eurogrupo aprovam orientações do Governo
notícia do Diário de Notícias -Europa puxou as orelhas a Portugal e exigiu medidas
Notícia do OJE – Ministro das Finanças assegura reformas estruturais, nomeadamente no mercado de trabalho
Notícia do Diário de Notícias – Economia volta a entrar em recessão já este ano
Notícia do Jornal de Negócios – Austeridade coloca Portugal a caminho da recessão em 2011
Notícia do Diário Económico – Economia portuguesa deve regressar à recessão
Notícia do Jornal de Negócios – Economia portuguesa em risco de ficar em recessão até 2012
Notícia da TSF – Governo espera crescimento de 0,5% para o próximo ano
Notícia do Jornal de Notícias – País mudou de regime com medidas austeras

About minhamosca

Em busca de mais conhecimento

Posted on 01/10/2010, in Artigos, Banca, Corrupção, Economia and tagged , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Bookmark the permalink. Deixe um comentário.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: