Com a Mecânica dos Números

Investidores não confiam que os reguladores consigam controlar o mercado. IEFP não manipula dados. Novas regras para os bancos recebidos com uma satisfação silenciosa. Grécia obteve resultados mistos no seu retorno aos mercados de dívida.

Ficamos a saber que 92% dos investidores não confiam nos mercados de capital.
Porque continuam por lá?
Vício… o vício do dinheiro rápido… sem produzir patavina, para além de numerário…

Este sentimento ganhou momento depois de 6 de Maio deste ano e do DOW ter sofrido uma súbita e abrupta queda no seu valor, o chamado Flash Crash – quase 1000 pontos em menos de meia hora.
As suspeitas recaem sobre a electrónica que controla os mercados… hmmm…

Podemos então dizer que 92% dos investidores desconfiam que os resultados diários possam estar viciados e que o que foi outrora um mercado livre de capitais seja actualmente mais um roleta de casino do que outra coisa qualquer…
Talvez isso ajude a explicar a resistência dos mercados ao bombardeamento constante de más notícias… hmmm

Ficamos também a saber que subsistem sérias dúvidas em relação aos números do desemprego apresentados pelo IEFP, de tal forma que Francisco Madelino, presidente do Instituto do Emprego e Formação Profissional, teve de vir a terreiro dizer que a fórmula é a mesma que é usada há 30 anos.
Desta vez teve de justificar o porquê de terem sido anuladas 383.769 inscrições, entre Janeiro e Agosto deste ano. 383.769 em oito meses!

Terão sido criados 383.769 postos de trabalho em Portugal durante estes oito meses?
Será que assim tantos beneficiários estavam indevidamente recenseados?
Será possível que mais de metade do número total de desempregados tenham sido riscados dos cadernos? (Portugal tem aproximadamente 650 mil desempregados registados)

Quem desejar acreditar que isto é normal… continue… mas que estes números são verdadeiramente descabidos não tenham dúvidas disso…
Manipulação ou números normais? Talvez seja da electrónica que gere o número de desempregados.

Começam também a emergir os primeiros sinais da verdadeira cara das novas regulamentações para a banca.
Num artigo do The Wall Street Journal, voz da elite bancária, é dito que permitem à mesma que os bancos continuem a assumir riscos desmedidos mas exige que criem bases mais resistentes de forma a absorver esses riscos.

Portanto, podemos concluir que os sinais são:
Apostem cada vez mais mas poupem o máximo que puderem dos ganhos com essas apostas de forma a que possam arriscar ainda mais“… verdadeiramente brilhante a mente destes seres…
Sabem o que acontece a um viciado que tem à sua disposição mais droga do que a que necessita?
Irá consumir mais e mais, até deixar de haver mais…
O que acham que irá acontecer desta vez?

Cornelius Hurley, director do Centro Morin para as Leis Bancárias e Financeiras da Universidade de Boston.

“É extraordinário que 27 países conseguissem chegar a acordo em algo quando os mesmos têm divisões continentais tão marcantes com as existentes entre a Europa e os Estados Unidos”

In The Wall Street Journal

Era realmente extraordinário se as regulações fossem apertadas, como são tão laças e disponíveis para a continuação do vício o acordo foi fácil e agradável para todos… a droga não vai faltar de modo a continuar a alimentar os vícios de todos… o que continua a faltar é alguém que agarre nos tim-tins destes senhores e lhes diga:
Vocês precisam de tratamento urgente!

Hoje também a Grécia conseguiu emitir dívida nos mercados internacionais… quer dizer para além das taxas de juro terem sido altas – dizem eles, porque para mim o valor foi demasiado semelhante à última emissão de dívida de Portugal – o mercado internacional que comprou a dívida foi o dos bancos gregos… hmmm
Deve haver aqui um erro de noção do que é nacional e o que é internacional…

Deixem-me dizer-vos isto…
Desta vez não foi problema da electrónica, isto foi uma acção de charme concertada entre o governo grego e os bancos gregos que compraram quase todo o valor emitido… quer dizer, foi manipulado na mesma, mas desta vez foi apenas uma manipulação entre intervenientes e desta vez sem os sempre chatos problemas electrónicos ou formulas que nem sempre apresentam resultados fiáveis…

E é assim… mais umas imagens da cultura da nossa sociedade, onde ser-se esperto, e se possível ainda mais espertinho do que quem está ao nosso lado, é a virtude que mais rende $…
Mas cuidado… quando se confunde esperteza com manipulação o caminho que se toma é o do precipício social… sempre… pois por muito espertinho que seja só se consegue enganar alguém até ao dia em que se deixa de conseguir…

Notícia da CNBC – Investors Lack Confidence in Regulators to Fix Markets
Notícia do Jornal de Negócios – IEFP não manipula dados
Notícia do The Wall Street Journal – Bank Rules Win Muted Praise
Notícia do Financial Times – Greece makes mixed return to capital markets
Notícias de apoio:
Notícia da USA Today – Cause of ‘flash crash’ still unknown but knowledge can help protect you
Notícia do Público – Anulação de inscrições de desempregados coincidiu com períodos eleitorais

About minhamosca

Em busca de mais conhecimento

Posted on 14/09/2010, in Artigos, Banca, Corrupção and tagged , , , , , , , , , , , , , . Bookmark the permalink. Deixe um comentário.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: