E Quando Alguém Se Opõe ao Consenso?

O’Leary, o patrão da Ryanair, diz que o aquecimento global é um complô dos cientistas que procuram dinheiro para as suas investigações. Dois professores da Escola de Economia de Columbia foram pagos para rever positivamente estudos que ajudaram à crise.

Ontem escrevi no artigo O Petróleo Paga as Palavras que o jornalismo é apenas o “reescrever comunicados sem questionar o que por lá é dito… sem usar o contraditório.”
Bem, não é bem assim, quando a informação que veiculam vai contra a “moda” utilizam logo o contraditório… é tiro e queda.

O’Leary, o patrão da Ryanair, uma das personagens do momento que anda a disparar em todas as direcções diz:

“Se acredito que existe aquecimento global? Não. Acredito que é tudo um monte de trampa. Mas é espantoso a forma como os guerreiros ecológicos e os média mudaram. Costumava ser aquecimento global, mas agora, como as temperaturas não subiram nos últimos doze anos, dizem «alterações climáticas».”

“Seja como for, a comunidade científica esteve quase sempre errada. Na Idade Média, queriam excomungar Galileu porque a quase totalidade da comunidade cientifica dizia que a Terra era plana… Que dizer, é absolutamente bizarro que pessoas que não nos conseguem dizer que porra de tempo irá fazer na próxima terça-feira possam predizer com rigor absoluto que temperaturas irão estar daqui a cem anos. Isso é esterco.”

In The Independent

Para além destas frases, outras proferiu dentro de um estilo quase desconcertante – vale a pena a leitura do texto original.

Mas eis que o mesmo jornal que ontem publicou as inverdades da BP sem sequer questionar o que por lá era dito, usou hoje a maior arma do jornalismo para “combater” palavras e frases que não são bem aquilo que os média têm vindo a dar lugar de parangona nos últimos anos, usou o contraditório, e dentro do mesmo texto, descredibilizando o patrão da Ryanair e deixando-o com um ar de mais doido do que aquele que já tinha.

Este é apenas  um exemplo de como os meios de informação só usam o conceito de jornalismo de verdade em casos pontuais e quase sempre em casos em que as teorias por eles publicitadas sejam de alguma forma colocadas em causa… Isto tem apenas um nome: MANIPULAÇÃO!

Voltamos ao mesmo: “Onde fica a democracia no meio disto?

Como forma de colocar em causa as teorias vigentes publicitadas pelos meios de comunicação, nada melhor do que usar os exemplos de dois dos mais respeitados economistas mundiais e a forma como carimbaram positivamente estudos que se vieram a revelar fatais para a economia. Esses carimbos foram PAGOS!

Foram eles Frederic Mishkin and Glenn Hubbard.
O primeiro é professor na Universidade de Economia de Columbia e foi membro do painel de governadores da Reserva Federal americana de 2006 a 2008. A segunda personagem é apenas e só o Reitor da Universidade de Economia de Columbia.

Mishkin, em 2006, escreveu um relatório intitulado “A Estabilidade Financeira na Islândia“, pelo qual recebeu 124 mil dólares da Câmara de Comércio da Islândia. Mais tarde escreveu no seu curriculum que o título que tinha dado a esse estudo tinha sido “A Instabilidade Financeira na Islândia“.
Ou seja, recebeu uns bons dólares para pintar um cenário cor-de-rosa e quando a coisa deu para o torto o seu curriculum sofreu uma pequena alteração… coisa de sumenos importância quando falamos de “cientistas”…

Em 2009, Hubbard recebeu 70 mil dólares para ser testemunha de defesa do fundo pensões da Bear Sterns.
Mais uma vez o dinheiro fez maravilhas para pintar de cor-de-rosa o fundo das tensões…

Isto não é caso exclusivo da Universidade de Economia de Columbia… uma das indicações que o estudo às práticas do IPCC (Painel Intergovernamental sobre Alterações Climáticas) apresentou foi: “A verificação de conflitos de interesses dos seus membros e limites mais restritos para o seu presidente – posição detida por Rajendra Pachauri.” (No artigo O IPCC Posto a Nu, ou o Fim das Teorias da Conspiração)

A isto chama-se a nova ciência… ciência gerida por outros com resultados pintados da sua cor e cientistas inconscientes em relação à ciência mas bem cientes dos seus bolsos…

A isto chama-se também meios de comunicação modernos, cientes das suas irresponsabilidades mas inconscientes em relação à defesa da democracia…

Não te oponhas ao consenso, não dá dinheiro!

Notícia do The Independent – Global warming? It doesn’t exist, says Ryanair boss O’Leary
Notícia do New York Post – B-school expose

About minhamosca

Em busca de mais conhecimento

Posted on 10/09/2010, in Ambiente, Corrupção, Economia and tagged , , , , , , , , , , , . Bookmark the permalink. Deixe um comentário.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: