Monthly Archives: Setembro 2010

Outras Notícias do Dia 29/09/2010

Economia\Banca\Corrupção:

Salários acima de 1500 euros com cortes entre 3,5 e 10 por cento
Portugal passa a ser campeão europeu no IVA ++
“Há um incentivo extra para os bancos esconderem riscos” ++
Dívida custa 14 mil € a cada cidadão ++
Governo sobe IVA para os 23% em 2011
Ministro das Finanças congela investimento do Estado até final do ano
Governo quer cortar nas despesas de saúde no IRS e nos benefícios fiscais das empresas
Ex-ministro das Finanças: “Jamais me passou pela cabeça que voltasse a haver uma situação como a de hoje” +
Saiba quais as medidas para 2011 que entram em vigor já este ano
U.S. Dollar Is `One Step Nearer’ to Crisis as Debt Level Climbs, Yu Says +
Ouro atinge décimo recorde em 12 dias +
Moody’s pode cortar “rating” de Espanha esta semana
Ireland nervously viewing budget announcements
European Banks Are Profitable but Fragile, E.C.B. Says
Anglo failure would ‘bring down’ Ireland +
Ted Kaufman Exit Interview: ‘The System Is So Awful’
Irish Banks Hooked on ECB Cure as Lenihan’s Financing Fails: Euro Credit
Constancio Says Central Bank in Favor of `Permanent’ Rescue Framework +
World Bank chief urges rethink of development economics
Will Dodd-Frank Help High Frequency Traders Crash The Bond Market Too?
Enjoying the Weak Dollar? You Could Live to Regret It +

Saúde\Ambiente\Agricultura\Ciência:

Um quinto dos inquiridos queixa-se de problemas de comunicação com os médicos
Homem e crocodilo são amigos inseparáveis
Portugueses podem pagar o triplo pelos medicamentos ++
Now they will start taxing the air we breathe? ++
It is not possible to think of development without valuing people ++
Rivers threatened around the world +
Birth control pills appear to remodel brain structure ++
UK firms demand at least $7 billion for green bank
Why is the Gates foundation investing in GM giant Monsanto? +++
Fluoride still stirs debate in Mass. +
Fish farmers in Scotland killing estimated 2,000 seals a year

Bélico\Energias:

Coreia do Norte pretende fortalecer arsenal nuclear
Nove feridos e tiros para o ar em confrontos nos arredores de Madrid +
Partex: Portugal «está cego» quanto à exploração gás no Algarve
Sindicatos avisam que a situação é “explosiva”
Empresas descobrem jazigos de carvão em Tete, Moçambique
Polish unions strike against budget cuts
Iranian Journalist Sentenced to Three Years in Jail
Mineral Shipments From China to Japan Mostly on Hold +
UN Report: Israel to be held accountable for its crimes? It depends on the British Government ++
Read: Not-so-Secret ‘Secrets’ the Pentagon Paid Thousands to Destroy

Os Malabarismos e a Imagem do Estado Social a Desvanecer

Fundos de pensões da PT salva o défice de 2010. Governo corta nas despesas de saúde no IRS e nos benefícios fiscais das empresas. Governo congela pensões e corta no abono de família. Portugueses podem vir a pagar o triplo pelos medicamentos. Consumidores e função pública pagam a maior factura do défice. Governo estuda novo imposto sobre o sector financeiro

Hoje foi o dia sobre o qual tenho vindo a alertar desde que abri a mOsca.

Hoje foi para muitos um dia recheado de notícias que caíram tipo bomba nuclear nas suas perspectivas de vida num futuro mais próximo…
Para mim?
Bem… acho que estas medidas não serão suficientes para resolver a situação do país neste sistema financeiro, apenas, e talvez só apenas, um adiar…
Mais tarde terei tempo de começar a aprofundar o porquê de pensar desta forma… quase de certeza que irão começar a surgir notícias em relação a isso…

Vivemos realmente num circo onde os malabarismos dos “bananas” que nos (des)governam são montados e usados de forma a escamotear e obscurecer a realidade da vida deles… que por inerência acaba por ser a nossa vida…

Ficamos então a saber que o défice para 2010 de 7,3% irá(?) ser cumprido usando um malabarismos artístico-financeiro onde o fundo de pensões da PT passará para as contas correntes do Estado ainda este ano de forma a abater o défice do corrente ano… 2,6 mil milhões de euros.
Fantástico!

Este não é um malabarismo novo, o mesmo tipo de acção circense foi usada para mascarar o défice em 2003 com o fundo de pensões dos CTT e em 2004 com o fundo de pensões da CGD.
(Não vos “cheira” a Grécia?????)

(…)o ministro das Finanças justificou a transferência do fundo de pensões da Portugal Telecom para o Estado com “a despesa extraordinária relativa à aquisição dos submarinos (contrato celebrado em 2004) e a execução abaixo do previsto da receita não fiscal”.

In Diário de Notícias

Viva os submarinos!

Até quando irá o Estado conseguir mascarar com malabarismos as contas do défice?

E o que falar sobre os impostos que nos são vendidos como não sendo impostos?

Vamos todos assistir a uma redução das deduções fiscais com a saúde no IRS e a um aumento do preço dos medicamentos.
Daqui a uns tempos adoecer poderá ser apenas coisa para os mais abastados, porque muitos mais alguns terão de ceder na sua saúde de modo a conseguirem colocar uma “buchazita” no estômago.
Fantástico!
O imposto mais bem escondido – até agora – nas medidas aprovadas para o combate ao despesismo deles é a redução das comparticipações do Estado nos medicamentos, o que irá obrigar a maioria das pessoas a pagar até o dobro daquilo que pagava por medicamentos e os beneficiários mais pobres a pagar o triplo. A isto chamo “a chegada sem meias medidas do fim do Estado Social“… os mais pobres serão uma vez mais aqueles que mais terão de pagar por este imposto “escondido”.
Talvez agora consiga compreender melhor o porquê do Ministério da Saúde ter aprovado legislação que não obriga as embalagens dos medicamentos comparticipados a ter preço… é indubitavelmente para que as pessoas não consigam saber sequer se o medicamento chega a ser comparticipado… como poderão… não conseguirão fazer a comparação com o preço na embalagem…
Mais malabarismos!
Fantástico!

E alguém ouviu falar de impostos sobre a banca? Sobre os movimentos de capitais? Alguém?
É verdade… hoje saiu uma notícia que diz que o governo está a preparar um imposto sobre o sector financeiro…
Todos os outros impostos já estavam preparados menos o imposto sobre o sector financeiro?
Não sei se hei-de rir ou chorar com o descaramento destas “bestas”…
Vai uma aposta que isto é apenas uma notícia para acalmar as mentes que reclamam justiça fiscal e social num país chamado Portugal que se intitula democrático?
Vai uma aposta que isto é uma montanha que irá parir um rato?
Daqui a uns tempos irei certamente voltar a falar deste tema…

E depois, pois claro, o congelamento das pensões e o corte dos abonos de família dos agregados com um salário bruto acima de 630 euros é uma realidade inquestionável… para quê pensar nisso… corta, corta, corta… “esses” não nos dão DINHEIRO só despesa (mente das “bestas”)… corta, corta, corta…
Uma família com 630 euros brutos por mês é considerada rica e não terá direito ao abono de família… São 630 euros sem descontar o IRS e o IVA, e sem os 23% de IVA que terá de pagar por muito do pão que terá de comprar para comer… e sem contabilizar o aumento do preço dos medicamentos… esses já são RICOS… 630 euros!!!!!!
Fantástico!
As pensões congeladas? Meu Deus… congelem as pensões acima dos 1000 euros, e reduzam as acima de 1500 euros, agora não aumentar 2% as pensões de 250 euros por mês é do mais baixo e reles possível e imaginário!
Estas “bestas” são realmente insanas e ingratas!
Fantástico!

E é assim, a imagem do Estado Social a desvanecer e a realidade de uma vida com cada vez menos de excedente a ganhar contornos de inevitabilidade, de modo que os vícios de um aparelho que alimenta as ânsias de ganância de 1% da população possa continuar de vento em popa.

Notícia do Correio da Manhã – Fundos de pensões da PT no Estado garantem metas do défice
Notícia do Jornal de Negócios – PT “salva” défice de 2010 (act)
Notícia do Diário de Notícias – Défice de 7,3% com ‘ajuda’ do fundo de pensões da PT
Notícia do Público – Governo quer cortar nas despesas de saúde no IRS e nos benefícios fiscais das empresas
Notícia do Jornal de Negócios – Governo congela pensões em 2011 e corta no abono de família
Notícia do Jornal de Negócios – Rendimentos superiores a 630 euros perdem abono de família
Notícia do Diário Económico – Portugueses podem pagar o triplo pelos medicamentos
Notícia do Jornal de Negócios – Cortes na despesa com medicamentos e exames na ordem dos 500 milhões
Notícia do Jornal de Negócios – Consumidores e Função Pública pagam a maior factura do défice
Notícia do Expresso – Novo imposto sobre o setor financeiro

Coisas de Leigo

IVA sobe 23% em 2011. Salários da função pública descem entre 3,5 e 10% acima dos 1.500 euros. Comunicado do governo aqui.

Existe uma frase proferida por uma política de renome na Europa que dizia mais ou menos o seguinte: “O Socialismo tem o grave problema de mais tarde ou mais cedo deixar de receber o dinheiro dos outros”.

Colocar-se-á a pergunta “E que tem isto a ver com as medidas hoje propostas pelo Governo?”. Bom, antes de mais, quero frisar que não sou obviamente economista, apenas um leigo observador do que se vai passando à minha volta. Ora bem, analisando isto um pouco à distância, por aquilo que me foi dado a ler, as medidas estão mais ou menos repartidas por todos os estratos da sociedade, no entanto, para tapar um buraco no défice de 2,5 mil milhões de euros, estão a contar com 900 milhões de euros vindos de um aumento de 2% no IVA, de 21 para 23. Um imposto cego e injusto, porque como todos bem sabemos, 23% para uma pessoa que ganha 450 euros mensais, não é o mesmo que 23% para uma pessoa que ganha 4.500. Além de ir certamente paralisar a economia do país, porque o consumo vai cair ainda mais levando a um consequente aumento do desemprego e das despesas sociais por parte do estado, estamos a falar de 900 milhões de euros este ano que serve para ajudar a tapar o buraco do défice e acalmar as dúvidas e receios daqueles que nos emprestam dinheiro. E aqui é que está o busílis de toda esta política de adiar o inevitável à custa de mais dívida. Para ilustrar o que quero dizer, dou a seguinte alegoria:

Um toxicodependente vai ao médico e pede-lhe ajuda para a sua maleita. E o médico o que faz é aconselhar-lhe o seguinte: “Vá roubar dinheiro aos seus pais, para eu lhe dar mais uma dose que isso passa”.

Ou seja, pedem-se mais esforços ao povo, tapa-se um buraco puxando a manta de um lado e destapando do outro, existe a possibilidade de os mercados nos voltarem a emprestar dinheiro para pagarmos dívidas anteriores e despesas corrente num país que não produz e que importa praticamente tudo o que consome, e a máquina despesista e chupista lá vai continuando bem oleada e dando uns rateres de quando em vez.

Chamo a isto “salvar o couro enquanto estou na arena”. Quem vier a seguir que feche a porta.

Notícia no Jornal de Negócios: Como tapar um buraco de 2.500 milhões de euros?

Notícia no Público: Governo reduz 5 por cento nos salários da função pública

Notícia no Expresso: Aumento do IVA e da contribuição para a Caixa Geral de Aposentações

Outras Notícias do Dia 28/09/2010

Economia\Banca\Corrupção:

Parlamento islandês processa primeiro-ministro que governava quando país faliu +
Governos gastam mal mais de metade do dinheiro dos impostos +
Ex-primeiro ministro espanhol considera que está a ser incubada uma nova crise financeira +
Portugal é 6.º no ranking da bancarrota ++
Ouro ultrapassa barreira dos 1.300 dólares por onça
Juros da dívida pública já estão nos 6,64% ++
Casas valem menos
OCDE fala em subida de impostos
Sonangol já tem mais de 10% do BCP
Fitch diz que problema da dívida de Portugal e Irlanda não contagia restantes países
Standard & Poor’s diz que resgate do Anglo Irish pode custar mais de 35 mil milhões
EUA não estão a conseguir travar a lavagem de dinheiro +
Recurso de Portugal ao Fundo Europeu de Estabilidade é quase uma “inevitabilidade” ++
Sector empresarial do Estado incapaz de limitar subida do endividamento
FMI teme “recuperação sem emprego”
Portugal precisa de nove mil milhões até ao fim do ano
A zona euro precisa de um fundo de salvamento permanente
WSJ: Portugal e Irlanda “agitam receios europeus” +
Todos os salários devem ser congelados em Portugal
S&P alerta que devem vir aí novos cortes de ‘rating’
Trichet tem dúvidas quanto ao futuro da retoma na zona euro
U.S. Consumer Confidence Fell More Than Forecast
Bet Australia Will Increase Rates Twice by Year-End, Barclays Capital Says
Posen pleads for new stimulus to save economy and democracy +++
Ireland’s Problems Have Euro Zone Worried
Bond sell-offs fuel fears that Ireland, Portugal will go the way of Greece ++
Banks Return Ireland to Crisis Footing

Saúde\Ambiente\Agricultura\Ciência:

Preços nas embalagem de medicamentos são “inúteis”
Farmácias criticam retirada de preços das embalagens
Produtores e ministro esperam subida no preço dos alimentos +
U.S. Can Continue Stem-Cell Funding, Court Says +
Monsanto Plunges on Concerns About Corn-Seed Yields ++
One fifth of world’s plants threatened by extinction: study ++
Trade in mammoth ivory ‘is fuelling slaughter of African elephants’ ++
GM maize ‘has polluted rivers across the United States’ ++
German States To Oppose CO2 Storage Law
Scientists say northern lights disrupted

Bélico\Energias:

Mais €5 milhões para Cimeira da NATO
Angola rejeita alegações de violações de direitos humanos na República Democrática do Congo
Bruxelas deverá autorizar mais subsídios ao carvão em Espanha até 2014 +
Galp entra na corrida ao petróleo localizado no pré-sal angolano
Fort Hood Suicides Hit Record Numbers
Ecuador Requests International Reimbursement To Keep Its Oil In The Ground
Pat Tillman’s Brother: ‘I Wish He Would’ve Lit These F–king Idiots Up’ (VIDEO)
Cybercriminals Launch New Era of “Geek Terror” ++
Shell encontra petróleo no pré-sal da bacia de Santos
‘America used to be our enemy No 1. But now it’s al-Qa’ida,’ say former insurgents
The Rise of Europe’s Right-Wing Populists +
‘We Will Not Accept the New Tone’ from the IAEA
Mystery airstrike as Somalia collapses +
Nuclear horror scenarios for Germany

“INÉ” Que Pode Ser Tudo Uma “Ganda” Mentira?

INE revê em baixa défice de 2009 para 9,3%. Défice das administrações públicas aumenta para 9,5%. Investimento das empresas no segundo trimestre cai para -0,6%. Poupança das famílias recua para 11% no segundo trimestre.

Hoje foi um dia profícuo em notícias daquelas que estamos sempre à espera de não ter de ouvir.
Hoje podia ter pegado numa multiplicidade de factores para voltar a demonstrar que Portugal está à beira do abismo financeiro, mas escolhi apenas as notícias dos números apresentados pelo INE (Instituto Nacional de Estatísticas).

Como acho que todos gostamos de uma boa estatística – obviamente estou a brincar com a situação – nada melhor do que analisar uma notícia que fez hoje parangona por quase todo o lado: INE revê em baixa o défice de 2009 para 9,3%

Ora então lá andei eu hoje todo “pimpão” a ler as incontáveis notícias sobre esta redução do défice quando dou de caras com as contas que conduziram a esse novo valor…
Reza a história dos números que o INE  na primeira contabilização do défice de 2009 chegou a um número total de 15.512 milhões de euros de défice. Revistas agora essas contas chegaram a um número de 15.700,9 milhões de euros… hmmm…
“Cumé”?!?!?  Mais milhões gastos é igual a menos défice? “Cumé”?!?!?!

Pois eu também fiquei um pouco à toa… mas como já faz parte do meu hobby com a mOsca ficar à toa com este tipo de notícias, continuei lendo…

As alterações explicam-se em parte com a última mudança de base das Contas Nacionais, que levaram a uma revisão em alta do valor nominal do Produto Interno Bruto para o final do ano de 2009.

Como o aumento do valor do défice foi muito inferior à valorização nominal do PIB, a percentagem do défice face ao valor do produto acaba por cair 0,1 pontos percentuais.

In Dinheiro Digital

Simplificando… como o PIB de 2009 foi revisto em alta logo o défice foi revisto em baixa… mesmo que tenha aumentado… perceberam?
Pois… eu fui tentar perceber melhor o que terá feito o PIB crescer mais do que o esperado em 2009… e eis a minha surpresa… ou não…

E adianta que a contribuir para esta evolução estiveram factores como “uma revisão em alta do Consumo Final das Administrações Públicas”, ou seja, dos gastos do Estado.

In Jornal de Negócios

Hmmm… perceberam?
Pois… o aumento dos gastos do Estado em finais de 2009 levou a um aumento do PIB… hmmm…
Quer dizer então que o aumento dos gastos de Estado, mais conhecido por défice, foi o responsável pela redução no défice… hmmm… perceberam?

Pois é… tentar perceber as “trocas-baldrocas” do INE dá mesmo muito trabalho, e principalmente conseguir realmente entender qual a lógica de mais défice contribuir para a diminuição do défice é mesmo uma carga de trabalhos…

Conclusão: Ou está tudo doido, ou está tudo doido. Também poderá ser: Nós somos muito espertos e eles são muito parvos… (Um mundo visto pelos olhos do INE)

Continuando com os números maravilha do INE, temos acesso à noção que o investimento das empresas está em contracção e que o nível de poupanças das famílias recuou pela primeira vez desde finais de 2008.

Ora como 1+1=2… Como poderá crescer a economia portuguesa se as empresas continuam em contracção no investimento?
Sabem por norma onde é consolidada essa contracção? Nos postos de trabalho. Sabem que menos postos de trabalho representam menos receitas para o Estado e mais despesas com subsídios ao desemprego, não sabem?

E como 2+2=4… uma redução do nível de poupanças das famílias quando atravessamos uma grave crise financeira é um dos principais sinais de perigo à frente.
As famílias não deixaram agora de poupar e começaram a consumir, existem é cada vez menos famílias com capacidade para poupar. A banca faz décadas que não necessitava tanto que as famílias poupassem, tornando-se até verdadeiramente agressiva na angariação da poupança das famílias, para tentar capitalizar as suas contas que andam descapitalizadas e endividadas. Se mesmo com todos estes factores a poupança continua a cair, o sinal que nos é dado é o de uma sociedade que poderá estar a entrar em colapso… social e financeiro… poderá…

Mas “prontos”, como são números aventados também pelo INE, se calhar temos de lhes dar um desconto nas contas, pois aquilo nem sempre é lá muito funcional mentalmente…

Ah… mas temos uma grande notícia – usando a lógica do INE -, o défice no segundo trimestre das administrações públicas cresceu para os 9,5%.
Segundo as contas do INE para rever em baixa o défice público em 2009, também podemos esperar que este aumento do défice venha a ser bom para reduzir o défice de 2010… perceberam?
Pois… nem eu… só eles é que percebem… cá para mim é mais um:
“INÉ” que pode ser tudo uma “ganda” mentira?

Notícia do Dinheiro Digital – INE revê em baixa défice de 2009 para 9,3%
Notícia do OJE – Poupança das famílias recua de 11,3% para 11% no 2.º trimestre, diz INE
Notícia do OJE – Investimento das empresas diminui de -0,4% para -0,6% no 2.º trimestre, segundo INE
Notícia da Agência Financeira – Défice das administrações públicas agrava-se para 9,5%
Notícia de apoio:
Notícia do Jornal de Negócios – INE revê em alta ligeira evolução do PIB nos últimos dois anos

Outras Notícias do Dia 27/09/2010

Economia\Banca\Corrupção:

Portugueses mantêm baixas expectativas sobre o País
Pensões milionárias já custam 25 milhões de euros +
Soluções para proteger as suas poupanças da inflação
Portugal vai precisar de 42 mil milhões até 2013
IVA e subsídio de Natal não chegam para tapar buraco orçamental de 2011 +
Grécia está em crise mas continua a comprar submarinos +
Arianna: Special Interest Groups Are Buying Public Policy (VIDEO) +
Emerging Economies to Outgrow Developed Nations by 2015, World Bank Says
Here’s How The PIIGS Are Doing In Terms Of Their Financing Needs For 2010
Ireland, Portugal Fuel Regional Woes +
Would rebranding the greenback boost our economy?
Anglo Irish Bank downgrade raises pressure on Ireland +

Saúde\Ambiente\Agricultura\Ciência:

Preços do milho e trigo sobem 15% +
Abertura de barra deixa peixes mortos nas margens da ribeira de Alcantarilha
Produtores de leite e carne preocupados com custos
LAND GRAB/ Africa at the mercy of investors abroad ++
EU member states banned from choice over GM crops ++
Novas formas de parceria podem encerrar “era neocolonial” para países africanos ++
Oil Commission Baffled By Lowball Estimates; Suspects They Slowed Response +
A Europa já tem sua dengue autóctone
Tradição gastronômica esgota a pesca +
O imprevisível preço do pão
China Summons Past to Advance Into Africa +
I yam what I yam–and what I yam is endangered and under-researched
More Questions About BP’s Limited Investigation Into Gulf Disaster
Barack Obama under fire for grossly underestimating Gulf oil spill +
New Zealand puts squeeze on foreign farmland purchasing

Bélico\Energias:

China e Índia fazem consumo mundial de energia disparar 40%
À procura de recursos, a China tenta controlar a Potash
Russia, China fete completion of oil pipeline
Wiretapped phones, now Internet? +
FBI employees reportedly cheated on security test
Pentagon Silent on Iranian Nuke Virus
Pakistan protests over cross-border NATO air strikes
Iran bans two leading reformist parties
The Race for Arctic Oil: Is Russia Ready to Share?
Russia’s Sapphire missiles get on USA’s and Israel’s nerves
Russia to spend tens of trillions on defense
Is this the start of the element wars? ++
Shell increases oil trade with Iran – despite sanctions
Japan to drill for controversial ‘fire ice’ ++

%d bloggers like this: