ONU Perdoa a Shell e Culpabiliza o Zé Povinho

Escândalo com a decisão da ONU de exonerar a Shell da poluição do delta do Níger.

Ainda há poucos dias deixei uma menção num post para a pouca clareza das acções da ONU… quer dizer, pouca clareza para alguns…

Hoje ficamos a saber que um painel da ONU só irá responsabilizar a Shell pela poluição causada por 10% dos 9 milhões de barris que foram derramados no delta do Níger durante 40 anos, quase o dobro das estimativas daquilo que foi derramado no Golfo do México. Os outros 90% foi culpa de sabotadores e por isso a Shell é isentada desses custos… e quem os paga é a população nigeriana e o Estado nigeriano.

À imagem das leis e equilíbrios do mundo actual, uma empresa pode ir explorar as riquezas de um país, com ganhos astronómicos e às custas da população local, sem que parte desses lucros venham sequer a ser usados para salvaguardar todo e qualquer erro de operação.

Para quem estiver distraído, a segurança das operações de uma empresa poluidora do meio ambiente não pode ser algo descartável de responsabilidades, sob que contexto for, e a segurança da sua operação é uma responsabilidade sua e não das populações nem directamente do Estado nigeriano.

Mas “prontos”, como a ONU defende sempre os pobres, a justiça e o equilíbrio, seria injusto, desequilibrado e monetariamente incomportável assacar à Shell as responsabilidades de tais acontecimentos…

Mas há mais…
O programa da ONU para investigar o caso, a UNEP, com um orçamento de 10 milhões de dólares PAGOS PELA SHELL, irá apresentar no seu estudo que apenas 10% da poluição foi causada por negligência e avarias por parte da companhia.

E mais…
A esperança de vida na região onde existem 606 poços de petróleo que representam 8,2% do petróleo importado pelos Estados Unidos, baixou nas últimas duas gerações para pouco acima dos 40 anos.

Nnimmo Bassey, Presidente da Friends the Earth International e director da Environmental Rights Action, comentou o estudo dizendo:

“É incrível que a ONU afirme que 90% é causado pelas comunidades. A avaliação da UNEP está ser paga pela Shell. As suas conclusões foram cozinhadas para satisfazer o seu cliente. Monitorizamos regularmente os derrames e a nossa observação é totalmente o oposto daquilo que a UNEP está a planear reportar.”

In The Guardian

Acho que a ONU está a precisar urgentemente de ler as suas indicações contra a corrupção: CRIME PREVENTION AND CRIMINAL JUSTICE DIVISION

P.S: Alguns distraídos ainda poderão pensar que este é um caso isolado, por isso junto com o link para esta notícia ficam mais uns quantos links das intenções da ONU, e são apenas uma amostra do que tenho guardado nos meus favoritos.

Notícia do The Guardian – Outrage at UN decision to exonerate Shell for oil pollution in Niger delta
Notícia da FOX – Journalist Who Exposes U.N. Corruption Disappears From Google
Notícia do The Trumpet – The Corruption of the United Nations
Notícia do Washington Post – Ex-Prosecutor Targets Corruption at U.N.
Notícia do The Telegraph – Don’t be surprised by the UN’s corruption

About minhamosca

Em busca de mais conhecimento

Posted on 23/08/2010, in Ambiente, Corrupção and tagged , , , , , , . Bookmark the permalink. Deixe um comentário.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: